???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/783
Tipo do documento: Dissertação
Título: Memória e identidade no romance "A memória de nossas memórias", de Nicole Krauss
Título(s) alternativo(s): Memory, identity in the novel GreatHouse, by Nicole Krauss
Autor: Pires, Sara Caroliny 
Primeiro orientador: Frota, Adolfo José de Souza
Primeiro membro da banca: Frota, Adolfo José de Souza
Segundo membro da banca: Camargo, Flávio Pereira
Terceiro membro da banca: Andrade, Émile Cardoso
Resumo: Nesta dissertação, proponho uma análise do romance A memória de nossas memórias, de Nicole Krauss (2012), verificando o entrelaçamento da temática da memória e da identidade. Neste romance, Krauss constitui as diversas personagens que habitam nos interstícios da narrativa por meio do recurso mnemônico, o que leva a hipótese de que a representação da memória, no romance A memória de nossas memórias, tem um papel preponderante na construção da identidade dos narradores. Os conceitos de memória e de identidade se manifestam imbricados na tessitura desse romance, de forma que, ao falar sobre as diversas memórias dos narradores e as construções das identidades das personagens, os aspectos concernentes aos Regimes Totalitários implantados durante o século XX (Estado Nazist — Ditadura Militar Chilena) são indispensáveis para entender essa relação, especialmente por serem resgatados pela memória. Esta dissertação apoia-se também na temática concernente a solidão que é uma sensação recorrente na vida das personagens e narradores, sobretudo quando elas atravessam experiências traumáticas, geralmente relacionadas às consequências assombrosas dos Regimes Totalitários, ao esquecimento ocasionado pelo Mal de Alzheimer e à morte. Assim, esses sentimentos demarcam o caráter existencial de cada história narrada no romance. Nesse livro, há uma presença misteriosa de um objeto mobiliário, a “escrivaninha”, que desperta estranhamento e ao mesmo tempo fascinação naqueles que tiveram a oportunidade de possuí- la durante um espaço de tempo. Símbolo da memória de antepassados, o objeto é responsável por transportar lembranças e experiências dos diversos proprietários que já a tiveram. No romance de Nicole Krauss, fica evidente uma relação conflituosa entre o passado e presente na conjuntura das personagens e narradores; entre as relações familiares e amorosas; entre a memória e o esquecimento. Todos esses componentes ficam evidentes através da composição mnemônica e identitária, temas centrais desta dissertação.
Abstract: In this research, I intendtoanalyzethe novel Great House, by Nicole Krauss (2012) in ordertoverify the intertwining of the theme of memory andidentity. In this book, Krauss begets the diferentcharacterswhodwell in the interstices of the narrative by means of mnemonic scheme, what leads to the hypothesisthat the memory representation, in the novel Great House, has a preponderante role in the conception of theidentityof the narrators. The concept of memory andidentitymanifestsitself in the tissue of this novel, in a certainwaythattotalkaboutdiferent memories of the narratorandthe creation of the characters' identities, the aspectsconcerning the Totalitarian Regimes implantedduring the 20th Century (Nazi State – ChileanMilitaryDictatorship) are necessarytounderstand this dimension, speciallybecausethey are broughtback by memory. This research is alsosupported by themesrelatedtomelancholyandloneliness, which are recurrent feelings in the lives of the charactersand narrators, especiallywhenthey go throughtraumaticexperiences, usuallyrelatedto the amazingconsequences of Totalitarian Regimes, to the forgetfulnesscaused by Alzheimer'sdiseaseand death. Thus, these feelings mark the existentialcharacter of eachstorynarrated in the novel. In this book, there is a mysterious presence of a movableobject, the “desk”, whichawakensstrangenessandat the same time fascination in thosewhohavehad the opportunity tohave it for a period of time. Symbol of the memory of ancestors, the object is responsible for carrying memories andexperiences of the variousownersthat it hashad. In Nicole Krauss' novel, a conflicting relationship between the pastand the present is evident in the conjuncture of charactersand narrators; betweenfamilyandlovingrelationships; between memory andforgetfulness. All these components are evidentthrough the mnemonic andidentitycomposition, central themes of this thesis.
Palavras-chave: Identidade
Memória
Romance
Nicole Krauss
Identity
Memory
Novel
Área(s) do CNPq: LINGUISTICA, LETRAS E ARTES
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Estadual de Goiás
Sigla da instituição: UEG
Departamento: UEG ::Coordenação de Mestrado em Língua, Literatura e Interculturalidade
Programa: Programa de Pós-Graduação Strito sensu em Língua, Literatura e Interculturalidade (POSLLI)
Citação: PIRES, Sara Caroliny. Memória e identidade no romance "A memória de nossas memórias", de Nicole Krauss. 2020. 88 f. Dissertação (Mestrado em Língua, Literatura e Interculturalidade) – Câmpus Cora Coralina, Universidade Estadual de Goiás, Goiás, GO, 2020.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/783
Data de defesa: 12-Aug-2020
Appears in Collections:Mestrado Acadêmico em Língua, Literatura e Interculturalidade

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SARA_CAROLINY_PIRES.pdfDissertação759,48 kBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.