???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/774
Tipo do documento: Dissertação
Título: Preconceitos de gênero e assédio moral/sexual clivados pelo discurso humorístico nos enunciados de Silvio Santos
Autor: Veiga, Jaqueline Fonseca 
Primeiro orientador: Luterman, Luana Alves
Primeiro membro da banca: Luterman, Luana Alves
Segundo membro da banca: Souza, Agostinho Potenciano de
Terceiro membro da banca: Borges, Guilherme Figueira
Resumo: Esta pesquisa se propõe a analisar preconceitos de gênero e assédios moral/sexual clivados pelo discurso humorístico nos enunciados de Silvio Santos em relação à forma como ele aborda funcionários e convidados no gênero textual/discursivo programa de auditório, especificamente o Programa Silvio Santos. É regular nos enunciados de Silvio um posicionamento discursivo debochado, proposto por uma espetacularização polêmica, que pode ser interpretada como brincadeira ou como preconceito, desrespeito e assédio. Problematizamos como funcionam os efeitos desse humor manifesto ora como deboche, ora como ofensa, dependendo da posição sujeito assumida e do lugar social ocupado. Para o desenvolvimento desta pesquisa, mobilizamos um corpus investigativo que abrange dois quadros televisivos do Programa Silvio Santos: Exame de Calouros e Jogo dos Pontinhos. Temos como base principal de nosso aporte teórico-metodológico a Análise do Discurso de linha francesa, ao selecionarmos autores como Foucault (1996; 2008) e Pêcheux (1988; 1997), mas também Bakhtin/Volochínov (1987; 2006) e Orlandi (2007; 2008), dentre outros. Desenvolvemos análises acerca da carnavalização que ocorre em alguns momentos de interação entre Silvio e os funcionários e entre Silvio e os convidados; estudos acerca das relações de poder que há nessas interações; investigações levando em consideração os processos de subjetivação e os efeitos de sentido que são produzidos a partir dos enunciados. Objetivamos compreender como esses dizeres são legitimados (ou refutados) a partir da operacionalização da ordem discursiva que cliva os diversos processos de subjetivação. Partimos da hipótese de que os dizeres de Silvio Santos possuem regularidades no que diz respeito ao modo despudorado, desrespeitoso e debochado com que ele trata os funcionários e os participantes, ao considerarmos a circulação das políticas discursivas contemporâneas de afirmação dos excluídos, sendo frequente, então, a emergência de discursos machistas, homofóbicos, gordofóbicos, marcadores de assédio etc., sempre por meio do riso, com o efeito de atenuar e inclusive de anular a circulação pejorativa dos preconceitos. Como resultados, tendo em vista o contexto humorístico do programa, Silvio ancora-se nisso para continuar a produzir esses enunciados; entretanto, tendo em vista o contexto sócio-histórico atual, a ressonância dos discursos de empoderamento e de combate a qualquer forma de preconceito, os dizeres de Silvio Santos têm sido encarados de outra forma: são enunciados ofensivos que se mascaram por meio do discurso lúdico, de modo que se justifique, por meio do riso, o escape da segregação social. Concluímos que a materialidade desses enunciados é atravessada, em alguns processos de subjetivação, pela idade de Silvio Santos, caracterizando-o como um velho gagá, que utiliza o riso e o discurso humorístico como subterfúgios para a circulação dos preconceitos e dos assédios moral/ sexual, como se ele não mais tivesse controle racional sobre os seus dizeres; mas também modalizam-se preconceitos e assédios porque Silvio Santos considera legítimo o humor de seu programa de auditório, desconsiderando como ofensas as críticas e as ridicularizações dos funcionários e dos convidados pertencentes a camadas sociais excluídas socialmente, como mulheres, gays e gordos.
Abstract: This research aims to analyze gender prejudices and moral/sexual harassment cleaved by the humorous discourse in Silvio Santos' statements concerning the way he approaches employees and guests in the genre of textual/discursive auditorium program, specifically the Silvio Santos Program. It is a regular in the statements of Silvio discursive positioning debauched, proposed by a controversial spectacle, which can be interpreted as a joke or as prejudice, disrespect, and harassment. We question how the effects of this humor manifest work, sometimes as debauchery, sometimes as an offense, depending on the assumed subject position and the social place occupied. For the development of this research, we mobilized an investigative corpus that covers two television attractions of the Silvio Santos Program: Exame de Calouros and Jogo dos Pontinhos. We have as the main base of our theoretical-methodological contribution the Discourse Analysis of French line when selecting authors such as Foucault (1996; 2008) and Pêcheux (1988; 1997), but also Bakhtin / Volochínov (1987; 2006) and Orlandi (2007; 2008), among others. We developed analyzes about the carnivalization that occurs in some moments of interaction between Silvio and the employees and between Silvio and the guests; studies about the relations of power that there is in these interactions; investigations taking into account the processes of subjectification and the effects of meaning that are produced from the statements. We expect to understand how these sayings are legitimized (or refuted) from the operationalization of the discursive order that cleaves the various processes of subjectification. We start from the hypothesis that the words of Silvio Santos have regularities regarding the shameless, disrespectful and debauched way in which he treats employees and participants when considering the circulation of contemporary discursive policies for affirming the excluded, being frequent, then, the emergence of sexist, homophobic, fatphobic discourses, harassment markers, etc., always through laughter, with the effect of attenuating and even canceling the pejorative circulation of prejudices. As a result, given the humorous context of the program, Silvio is anchored in this to continue producing these statements; of the discourses of empowerment and the fight against any form of prejudice, the words of Silvio Santos have been viewed in another way: they are offensive statements that are disguised through playful discourse, so that, through laughter, the escape from social segregation is justified. We conclude that the materiality of these statements is crossed, in some subjectivation processes, by the age of Silvio Santos, characterizing him as a senile old man, who uses laughter and humorous discourse as a subterfuge for the circulation of prejudices and moral/sexual harassment, as if he no longer had rational control over his sayings; but prejudice and harassment are also modalized because Silvio Santos considers the humor of his auditorium program to be legitimate, disregarding the criticism and ridicule of employees and guests belonging to socially excluded social strata, such as women, gays and fat people.
Palavras-chave: Silvio Santos
Discurso humorístico
Processos de subjetivação
Preconceito
Assédio
Humorous speech
Subjectivation processes
Prejudice
Harassment
Área(s) do CNPq: LINGUISTICA, LETRAS E ARTES
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Estadual de Goiás
Sigla da instituição: UEG
Departamento: UEG ::Coordenação de Mestrado em Língua, Literatura e Interculturalidade
Programa: Programa de Pós-Graduação Strito sensu em Língua, Literatura e Interculturalidade (POSLLI)
Citação: FONSECA-VEIGA, Jaqueline. Preconceitos de gênero e assédio moral/sexual clivados pelo discurso humorístico nos enunciados de Silvio Santos. 2020. 108 f. Dissertação (Mestrado em Língua, Literatura e Interculturalidade) – Câmpus Cora Coralina, Universidade Estadual de Goiás, Goiás, GO, 2020.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/774
Data de defesa: 18-May-2020
Appears in Collections:Mestrado Acadêmico em Língua, Literatura e Interculturalidade

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JAQUELINE_FONSECA_VEIGA.pdfDissertação1,6 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.