???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/99
Tipo do documento: Dissertação
Título: A questão da água e impactos socioambientais: caracterização morfométrica e diagnóstico ambiental na Bacia Hidrográfica do Rio São Bartolomeu no Nordeste Goiano
Autor: Lima, Paulo Eliardo Morais de 
Primeiro orientador: Souza, Murilo Mendonça Oliveira de
Primeiro coorientador: Silva Neto , Carlos de Melo e
Primeiro membro da banca: Souza, Murilo Mendonça Oliveira de
Segundo membro da banca: Carneiro, Vandervilson Alves
Terceiro membro da banca: Martins, Patrick Thomaz de Aquino
Resumo: Diante dos problemas ambientais contemporâneos, á água é um dos recursos naturais mais impactados. A gestão de recursos hídricos é fundamental para a melhoria da sua disponibilidade e qualidade. Para tanto, é necessário utilizar-se de ferramentas facilitadoras na elaboração de diagnósticos, norteadores aos projetos de manejo de Bacias Hidrográficas. O presente trabalho tem como objetivos a caracterização morfométrica e análise de dados básicos para diagnóstico de impactos ambientais na área antrópica da Bacia Hidrográfica do Rio São Bartolomeu, no Nordeste Goiano. Para o desenvolvimento do estudo, utiliza-se dos Sistemas de Informação Geográfica (SIG), na análise morfométrica da microbacia, juntamente com a revisão bibliográfica, observações em campo e análise macroscópica de impactos ambientais nas nascentes. Ocorrem ainda medições de vazão mensal do rio e a elaboração de mapas temáticos, para análise preliminar de problemas ambientais mais recorrentes. São utilizados bancos de dados geoespaciais públicos, como o INPE, SIEG, USGS, e de instituições de ensino como a UFG, para auxiliar na confecção dos mapas. Como resultados foram identificadas áreas com fator de erodibilidade considerado alto, em 80% dos solos da BH, e muito alto em outros 18,6%. Em relação ao relevo, a declividade é bem distribuída, apresentando 51,43% da área com classes de fragilidade Muito Fraca (até 6% de inclinação), e Fraca (com 6 a 12%). Os trechos que possuem declividade média (12 a 30% de inclinação), ocupam 29,9% da área. Os 18,67% restantes possuem fragilidade Muito Forte ( acima de 30% de inclinação). Cruzando-se os dados de declividade com as classes de solos, obteve-se o mapa do Grau de Suscetibilidade à Erosão Laminar, que apontou o equivalente a 36% da área nas classes I e II, como Extremamente Suscetível e Muito Suscetível respectivamente, demonstrando que devem ser observadas a utilização de práticas de conservação do solo em pelo menos 1/3 da BH. Outros 17,81% apresentam Suscetibilidade Moderada e a maior classe, 46% está Pouco Suscetível, à erosão laminar, desde que respeitadas boas práticas de manejo e mantida a cobertura do solo. Constatou-se ainda, pelo mapa de uso do solo, que 53,27% da área possui baixo grau de proteção pela cobertura vegetal, representada na maior parte por Cerrado Rupestre nas cotas mais elevadas, e pastagens degradadas nas cotas inferiores e menos inclinadas. Já 4,6% da BH encontra-se totalmente com solo exposto, onde deve-se atentar para processos erosivos severos, como Ravinas e Voçorocas, já presentes em áreas pontuais. Cerca de 10% da bacia é coberta por formações campestres e pastos plantados em bom estado de conservação, que devem ser manejados para não perder esse grau de proteção. Já os 37,39% restantes são ocupados por formações de Cerrado Típico, Capoeiras, Matas Ripárias, Matas Secas e Veredas, as quais apresentam bom grau de proteção e devem ser preferencialmente mantidos nesse estado. Evidente expor que mais de 50% da BH encontra-se sob proteção integral pelo Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, e sob uso sustentável por mais seis RPPNs. Enfatiza-se que essas Unidades de Conservação são fundamentais à manutenção dos recursos naturais do Cerrado na região, e consequentemente, à conservação dos recursos hídricos do Rio São Bartolomeu e seus afluentes. Também é constatado que o uso dos SIG é eficiente para diversas análises espaciais, bem como para monitoramento de BH's em escala temporal. O trabalho aqui exposto poderá servir de base para se aprofundar em questões importantes para a conservação de nascentes e manejo de recursos naturais na BHRSB, auxiliando na gestão territorial na área estudada e servir de referência para análise de outras bacias hidrográficas.
Abstract: In the face of contemporary environmental problems, water is one of the most impacted resources. The management of water resources is fundamental for improving the availability and the quality of this resource. To do so, it is necessary to use facilitating tools in the elaboration of diagnoses, guides to the projects of management of Drainage Basins (DB). This study aims to the morphometric characterization and analysis data for the diagnosis of environmental impacts in the anthropic area of the São Bartolomeu River Basin in the Northwest of Goiás State. For the development of the study, is used the Geographic Information Systems (GIS) for morphometric analysis of the micro-basin, together with the bibliographical review, fields observations and macroscopic analysis of environmental impacts in the springs. There are also monthly measurements of river flow and the development of thematic maps, for preliminary analysis of more recurring environmental problems. Public geospatial databases, such as INPE, SIEG, USGS, and educational institutions such as UFG, are used to assist in the preparation of the maps. As results were identified areas with erosionability factor considered High, in 80% of the soils of the DB, and Very High in another 18.6%. In relation to the relief, the slope is well distributed, presenting 51.43% of the area with Very Weak Fragility classes (up to 6% inclination), and Weak (with 6 to 12%). The sections that have a mean slope (12 to 30% slope) occupy 29.9% of the area. The remaining 18.67% have Very Strong Fragility (above 30% slope). Crossing the slope data with the soil classes, the Map of the Degree of Susceptibility to Laminar Erosion was obtained, which indicated the equivalent of 36% of the area in classes I and II, as Extremely Susceptible and Very Susceptible respectively, demonstrating that practices for soil conservation should be used in at least 1/3 of the BH. Another 17.81% is with Moderate Susceptibility, and the highest class, 46%, is the less Susceptible to laminar erosion, provided that good management practices are observed and soil cover maintained. It was also verified by the land use map that 53.27% of the area has a low degree of protection by the vegetation cover, represented mostly by Cerrado Rupestre (rupestrian savannah) in the highest levels, and degraded pastures in the lower and less sloping plots. About 4.6% of the DB soil is totally exposed, with severe erosive processes, such as ravines and gullies, already present in specific areas. About 10% of the basin is covered by natural grasslands and planted pastures in good condition of conservation, which must be well managed in order to not lose this degree of protection. The remaining 37.39% are occupied by Cerrado Stricto Sensu (Savannah), Capoeiras (secondary forests), Riparian Forests, Seasonal Forests, and Veredas (marshes), which have a good degree of protection and should preferably be kept in this state. It is evident that more than 50% of DB is under full protection by the National Park of Chapada dos Veadeiros, and under sustainable use by six more Private Natural Heritage Reserves (RPPN). It is emphasized that these Conservation Units are fundamental to the maintenance of the natural resources of the Cerrado in the region, and, consequently, to the conservation of the water resources of the São Bartolomeu River and its tributaries. It is also verified that the use of GIS is efficient for several spatial analyzes, as well as for monitoring DBs on a temporal scale. The work presented here may serve as a basis for exploring important issues for the conservation of springs and the management of natural resources in the BHRSB, assisting in territorial management in the area studied and serve as a reference for analysis of other river basins.
Palavras-chave: Gestão de recursos hídricos
Sensoriamento remoto
Análises geoespaciais
Management of water resources
Remote sensing
Geospatial analysis
Área(s) do CNPq: CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Estadual de Goiás
Sigla da instituição: UEG
Departamento: UEG ::Coordenação de Mestrado em Recursos Naturais do Cerrado
Programa: Programa de Pós-Graduação Stricto sensu em Recursos Naturais do Cerrado RENAC
Citação: LIMA, P. E. M. A questão da água e impactos socioambientais : caracterização morfométrica e diagnóstico ambiental na Bacia Hidrográfica do Rio São Bartolomeu no Nordeste Goiano. 2018. 87 f. Dissertação (Mestrado em Recursos Naturais do Cerrado) - Câmpus Central - Sede: Anápolis - CET, Universidade Estadual de Goiás, Anápolis-GO.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/99
Data de defesa: 28-Feb-2019
Appears in Collections:Mestrado em Recursos Naturais do Cerrado (RENAC)



Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.