???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/736
Tipo do documento: Dissertação
Título: Diferenças na Taxocenose de Isoptera em função de alterações ambientais no Cerrado
Autor: Almeida, Max Willian Tavares de 
Primeiro orientador: Cunha, Hélida Ferreira da
Primeiro coorientador: Oliveira, Danilo Elias de
Primeiro membro da banca: Cunha, Hélida Ferreira da
Segundo membro da banca: Carrijo, Tiago Fernandes
Terceiro membro da banca: Prado, Vitor Hugo Mendonça do
Resumo: O Cerrado é o segundo maior bioma do Brasil e é considerado um dos maiores hotspots de biodiversidade do mundo. Nesta savana brasileira, existe uma grande diversidade e abundância de cupins (Isoptera) que são considerados espécies-chave para manutenção de muitos serviços ecossistêmicos. Mesmo com a importância exercida dos cupins no ecossistema, pouco se sabe sobre como a composição de espécies de cupins pode variar em função dos diferentes tipos de vegetação presentes no Cerrado. Além disso, ainda existem grupos de cupins com a taxonomia confusa e para muitos gêneros a identificação de espécies é extremamente difícil. Com isso, no presente estudo foram elaborados dois manuscritos com o intuito de tentar avaliar as problemáticas expostas acima. O primeiro trabalho objetivou verificar a possibilidade de substituição de identificações de cupins a nível de espécie por outros níveis superiores, por meio de uma análise de suficiência taxonômica. Neste estudo correlacionamos a riqueza de espécies com a riqueza de gêneros (r = 0,98903), subfamílias (r = 0,7422) e grupos tróficos (r = 0,77808), e vimos que houve uma alta correlação entre riqueza dos diferentes níveis. Foi avaliada também a concordância entre a composição de espécies e os demais níveis analisados, e vimos que, tanto pelo teste de Mantel: espécies x gênero (r = 0,5323), x subfamília (r = 0,2718) x grupo trófico (r = 0,2847), quanto pelo Procrustes: espécies x gênero (m²:0,6344), x subfamília (m²:0,8989) x grupo trófico (m²:0,8043), os valores obtidos indicaram baixas correlações. Neste artigo, concluímos que ao se trabalhar com a composição de espécies, a substituição das identificações por outros níveis seria inviabilizada pelos baixos valores de sobreposição encontrados. Porém com relação à riqueza, a alta correlação encontrada entre espécies e gêneros sugere a possibilidade de substituição das identificações do nível de espécies por gênero. No segundo artigo, utilizamos amostras de cupins coletadas em 15 municípios da região Centro-Oeste do Cerrado e as correlacionamos com as variáveis ambientais de altitude, distribuição geográfica, índice de cobertura vegetal, perímetro e área do fragmento coletado e tipo de vegetação. Fizemos também uma análise discriminante e uma partição da diversidade. Nessas análises, buscamos observar se as espécies poderiam ser agrupadas segundo o tipo de formação vegetal e verificamos em qual escala espacial de diversidade haveria um maior fluxo de espécies. Observamos que, de forma geral houveram correlações significativas entre as variáveis relacionadas à vegetação e à composição de espécies. Dentre essas correlações, vimos que a caracterização da paisagem em fitofisionomias representou melhor os padrões de composição de espécies do que o índice de cobertura vegetal EVI2. Na análise discriminante, vimos que 27% de todas as amostras analisadas se mostraram estar restritas a uma determinada fitofisionomia. Além disso, a partição da diversidade mostrou que a substituição de espécies (diversidade beta) entre gradientes latitudinais e longitudinais foram maiores do que observado em nível de parcelas, tipos de vegetação e municípios, sugerindo que as variações ambientais em menores escalas explicam pouco das alterações na composição das comunidades de Isoptera no bioma Cerrado.
Abstract: The Cerrado is the second largest biome of Brazil and it is considered one of the biggest world biodiversity hotspot. In this Brazilian savannah, there is a great diversity and abundance of termites (Isoptera), which are considered key-species for maintenance of many ecosystem services. Despite the importance of termites exerted on the ecosystem, little is known about how the composition of species of termites varies depending on the different types of vegetation present in the Cerrado. Termites (Isoptera) are eusocial insects widely dispersed throughout the tropics. Even today, the termites are in the midst of a taxonomic review and, coupled with the low number of taxonomists, there is some difficulty in identifying some species. With this, in this study we elaborated two manuscripts adressing the problems exposed above. The first study aimed to verify the possibility of replacing termite identification to species level by other higher levels, through a sufficient analysis taxonomic. Correlated to species richness, the richness of genres (r = 0.98903) subfamilies (r = 0.7422) and trophic group (r = 0.77808), where we saw that there was a high correlation between the wealth of different levels. It evaluated the correlation between species composition and the other analyzed levels, and we saw that both the Mantel test: species x gender (r = 0.5323), x subfamily (r = 0.2718) x trophic group (r = 0.2847), and by Procrustes: x species genus (m²: 0.6344) x subfamily (m²: 0.8989) x trophic group (m²: 0.8043), the values indicated low correlations between the levels. In this article, we conclude that when working with the species composition, the replacement of identification by other levels would be frustrated by the low found overlapping values. And we find that that relative wealth, the high correlation between species and genera suggests the possibility of replacing the identification of the species level by gender. In the second article, we used termite samples collected in 15 municipalities in the Midwest region of the Cerrado and correlated with environmental variables of altitude, geographic distribution, vegetation index, perimeter and fragment area collected and type of vegetation. We also a discriminant analysis and a partition diversity. In these analyzes, we seek to see whether the species could be grouped according to the type of plant formation and in which spatial scale of diversity would be a greater flow of species. In this study, we concluded that in general there were significant correlations between variables related to vegetation and species composition. Among these correlations, we saw that the characterization of landscape by phytophysiognomies best represents the species composition patterns, then the vegetation index EVI2. We saw in the discriminant analysis that 27% of all samples are restricted to a particular physiognomy. Furthermore, the partition diversity showed that substitution of the species (beta diversity) between latitudinal and longitudinal gradients was higher than that observed in level of parts, types of vegetation and municipalities, suggesting that environmental variations at smaller scales bit representing the changes in the composition the Isoptera communities in the Cerrado biome.
Palavras-chave: Composição de espécies
Diversidade
Nível taxonômico
Resolução taxonômica
Tipo de vegetação
Variáveis ambientais
Species composition
Diversity
Taxonomic level
Taxonomic resolution
Vegetation type
Environmental variables
Área(s) do CNPq: CIENCIAS BIOLOGICAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Estadual de Goiás
Sigla da instituição: UEG
Departamento: UEG ::Coordenação de Doutorado em Recursos Naturais do Cerrado
Programa: Programa de Pós-Graduação Stricto sensu em Recursos Naturais do Cerrado RENAC
Citação: ALMEIDA, M. W. T. Diferenças na Taxocenose de Isoptera em função de alterações ambientais no Cerrado. 2016. 45 f. Dissertação (Mestrado em Recursos Naturais do Cerrado) - Câmpus Central - Sede: Anápolis - CET, Universidade Estadual de Goiás, Anápolis-GO.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/736
Data de defesa: 29-Feb-2016
Appears in Collections:Mestrado em Recursos Naturais do Cerrado (RENAC)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação - Max Willian.pdfDissertação_Mestrado em Recursos Naturais do Cerrado1,53 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.