???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/467
Tipo do documento: Dissertação
Título: Extrato aquoso de folhas de Vernonanthura polyanthes: angiogênese e toxicidade
Autor: Prado, Angélica Daiane Lemos do
Primeiro orientador: Almeida, Luciane Madureira de
Primeiro membro da banca: Almeida, Luciane Madureira de
Segundo membro da banca: Bailão, Elisa Flávia Luiz Cardoso
Terceiro membro da banca: Reis, Paulo Roberto de Melo
Resumo: A espécie Vernonanthura polyanthes conhecida popularmente como assa-peixe, pertence à família Asteraceae e apresenta propriedades farmacológicas em função dos compostos bioativos que possui. Popularmente tem sido utilizada para tratar uma variedade de doenças, incluindo feridas, bronquite, pneumonia, hemoptise, tosse persistente, abscessos internos, dor gástrica e de cálculos renais. Em busca de avaliar o potencial do extrato aquoso do extrato de V. polyanthes os objetivos do presente trabalho foram: 1) identificar a atividade angiogênica; 2) realizar análise cienciométrica para identificar as tendências da utilização da técnica da membrana corioalantóide de galinha (CAM) e 3) avaliar o potencial tóxico e citogenotóxico. Para análise da atividade angiogênica foi utilizado o ensaio CAM. Para essa análise foram utilizados os seguintes tratamentos: água esterilizada, Regederm, dexametasona e o extrato de folhas de V. polyanthes nas concentrações de 10, 20 e 40 mg/ml. Como resultado as concentrações de 20 mg/ml e 40 mg/ml apresentam propriedades antiangiogênicas. Esses resultados sugerem o uso dessa planta como possível agente terapêutico que pode ser usado para o tratamento de tumores. A análise cienciométrica foi feita por meio da busca por artigos científicos no ISI – Web of Knowedge utilizando as seguintes combinações de palavras: "chorioallantoic membrane" and CAM, "chorioallantoic membrane" e "chick embryo membrane". Os resultados mostraram que a técnica CAM é um método confiável, que tem sido amplamente utilizado pela comunidade cientifica para responder diferentes processos biológicos. Em relação à avaliação da atividade tóxica e citogenotóxica do extrato aquoso das folhas de V. polyanthes, foram usados os métodos de Artemia salina e Allium cepa. Como resultados, o extrato aquoso de folhas de V. polyantes preparados nas concentrações de 20, 40 e 80 mg/ml mostraram-se tóxicos para Artemia salina, sendo a dose letal mínima (DL50) igual a 24 mg/ml. Ainda em relação à toxicicidade, o ensaio com A. cepa mostrou toxicidade dos extratos de V. polyanthes em todas as concentrações testadas (10, 20 e 40 mg/ml). As análises microscópicas do ensaio com A. cepa mostrou que os extratos aquosos de folhas de V. polyanthes são citotóxicos apenas na concentração de 40 mg/ml. Nenhuma concentração estudada apresentou significante genotoxicidade nas células de A. cepa.
Abstract: The specie Vernonanthura polyanthes popularly known as assa-peixe, belongs to the family Asteraceae and presents pharmacological properties in function of the bioactive compounds that it possesses. Popularly it has been used to treat a variety of diseases, including wounds, bronchitis, pneumonia, hemoptysis, persistent cough, internal abscesses, gastric pain and kidney stones. In order to evaluate the potential of the aqueous extract of V. polyanthes extract the objectives of the present study were: 1) to identify angiogenic activity; 2) perform a scientiometric analysis to identify trends in the use of chicken chorioallantoic membrane (CAM) technique and 3) evaluate the toxic and cytotoxic potential. For analysis of angiogenic activity the CAM assay was used. For this analysis, the following treatments were used: sterile water, Regederm, dexamethasone and the leaves extract of V. polyanthes at 10, 20 and 40 mg/ml concentrations. As a result, concentrations of 20 mg/ml and 40 mg/ml have antiangiogenic properties. These results suggest the use of this plant as a possible therapeutic agent that can be used for the treatment of tumors. The sciciometric analysis was done by searching for scientific articles in the ISI - Web of Knowedge using the following combinations of words: "chorioallantoic membrane" and CAM, "chorioallantoic membrane" and "chick embryo membrane". The results showed that the CAM technique is a reliable method, which has been widely used by the scientific community to respond different biological processes. In order to evaluate the toxic and cytogenotoxic activity of the aqueous extract of the leafs from V. polyanthes, the methods of Artemia salina and Allium cepa were used. As a result the aqueous extract of leafs from V. polyanthess prepared in the concentrations of 20, 40 and 80 mg / ml were toxic to Artemia salina, with the LC50 toxicity threshold being 24 mg / ml. Also in relation to toxicity, the A. salina showed toxicity of V. polyanthes extracts for all concentrations tested (10, 20 and 40 mg/ml). Microscopy analyzes of the A. salina showed that aqueous extracts of V. polyanthes leaves are cytotoxic in the concentration of 40 mg/ml. No concentration studied showed significant genotoxicity in the cells of A. salina.
Palavras-chave: Allium cepa
Artemia salina
assa-peixe
teste CAM
plantas medicinais
Allium cepa, , , ,
Artemia salina
assa-fish
CAM test
medicinal plants
Área(s) do CNPq: CIENCIAS AGRARIAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Estadual de Goiás
Sigla da instituição: UEG
Departamento: UEG ::Coordenação de Mestrado em Produção Vegetal
Programa: Programa de Pós-Graduação Stricto sensu em Produção Vegetal (PPGPV)
Citação: PRADO, Angélica Daiane Lemos do. Extrato aquoso de folhas de Vernonanthura polyanthes: angiogênese e toxicidade. 2018. 67 f. Dissertação (Mestrado em Produção Vegetal) - Unidade Ipameri, Universidade Estadual de Goiás, Ipameri-GO.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/467
Data de defesa: 23-Feb-2018
Appears in Collections:Mestrado em Produção Vegetal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Anglica_Daiane_Lemos_doPradoPPGPV.pdf1,52 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.