???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/344
Tipo do documento: Dissertação
Título: Caminhos entrepostos: o crescimento econômico de Anápolis/GO sob a ótica da localização
Autor: Santana, Marcelino de Carvalho
Primeiro orientador: Castro, Joana D'Arc Bardella de
Primeiro membro da banca: Castro, Joana D'Arc Bardella de
Segundo membro da banca: Lunas, Divina Aparecida Leonel
Terceiro membro da banca: Castro, Mário César Gomes de
Resumo: A presente pesquisa tem como proposta uma abordagem teórica referente à formação econômica de Anápolis, enfatizando a influência de sua localização geográfica sobre o seu crescimento. Localizada na região central de Goiás, Anápolis teve sua economia conduzida, inicialmente, pela agricultura, cujos rendimentos asseguraram a formação de suas bases produtivas, além de torná-la atrativa a outros agentes de transformação. Na medida em que os setores de sua economia foram se estruturando, em razão da incorporação desses novos agentes (migração, imigração, ferrovia, indústria etc.), foram ocorrendo alterações em suas relações em âmbito regional. Ainda na primeira metade do século XX, a agricultura, expressiva na região Centro-Sul, desde o declínio da economia aurífera, se viu potencializada com a chegada da ferrovia, a qual trouxe força de trabalho, estabeleceu novas demandas por consumo, sofisticou o sistema logístico, permitindo uma maior fluidez para a escoação de sua produção. Além de encurtar as distâncias, a ferrovia acentuou os lucros das exportações, a partir da redução dos custos com transporte, valorizou a propriedade fundiária e, por último, estabeleceu o seu multiplicador sobre as atividades econômicas urbanas. A segunda metade do século XX ficou marcada por inúmeras alterações, tanto no território, como no perfil econômico do município, numa espécie de relação de causa e efeito. No núcleo desse processo sobressaltam as emancipações de seus antigos distritos, os quais levaram consigo importantes áreas de cultivo, impossibilitando uma reorganização imediata da agricultura, que, por sua vez, se encontrava em desvantagem na disputa regional com a Colônia Agrícola Nacional de Goiás (CANG). Durante esse período, a cidade portou-se como um lugar central, frente ao polígono comercial regional, oferecendo serviços complementares e, ao mesmo tempo, auferindo condições materiais que viabilizassem a consolidação da atividade industrial em seus domínios. Conforme os documentos históricos do Governo do Estado de Goiás, a localização havia sido colocada no centro do debate, inaugurado a partir das políticas públicas de industrialização dos anos 1960. Nesse contexto, Anápolis se colocou no centro da disputa pela condição de sede da atividade industrial regional, tanto por sua localização, naturalmente privilegiada, como pelo histórico legado de sua economia sobre a antiga região do Mato Grosso de Goiás. Para melhor compreender a localização geográfica, enquanto fator de crescimento, e demonstrar a sua importância na formação e composição da economia de Anápolis, foram adotados os seguintes procedimentos: a) levantamento bibliográfico acerca da formação e a localização de Anápolis; b) levantamento de fontes documentais para respaldar a experiência histórica do município nos diferentes momentos de sua economia; c) revisão acerca da teoria da localização, desenvolvimento e crescimento regional, com ênfase para a agricultura e para a indústria; d) levantamento de dados secundários, relacionados ao desenvolvimento e crescimento do município. A somatória desses procedimentos possibilitou a identificação da presença do debate envolvendo a localização de Anápolis, em suas origens mais remotas, permitindo assim uma linearidade na análise. Além disso, foram identificados os principais entraves que haviam restringido sua economia em diferentes ocasiões, os quais estiveram igualmente relacionados à sua localização. Por último, foi possível identificar os fatores responsáveis por assegurar o seu desempenho e a sua permanência como a mais próspera cidade do interior de Goiás, desde sua emancipação até os dias atuais..
Abstract: This research proposes a theoretical approach regarding the economic formation of Annapolis, emphasizing the influence of its geographical location on its growth. Located in the central region of Goias, Annapolis had its economy driven initially by agriculture, whose income ensured the formation of its productive bases, in addition to becoming attractive to other agents of transformation. As the sectors of its economy were being structured, due to the incorporation of these new agents (migration, immigration, railroad, industry, etc.), there were changes in their relations at the regional level. Still in the first half of the twentieth century, agriculture, expressive in the Center-South region, since the decline of the auriferous economy, was enhanced with the arrival of the railroad, which brought labor, established new demands for consumption, sophisticated the system logistics, allowing greater fluidity for the flow of its production. In addition to shortening the distances, the railroad accentuated the profits from exports, by reducing transportation costs, valuing land ownership and, finally, establishing its multiplier on urban economic activities. The second half of the twentieth century was marked by numerous changes, both in the territory and in the municipality's economic profile, in a kind of cause and effect relationship. At the core of this process, the emancipations of their former districts are highlighted, which took with them important areas of cultivation, preventing an immediate reorganization of agriculture, which, in turn, was at a disadvantage in the regional dispute with the Goias National Agricultural Colony (CANG). During this period, the city behaved as a central place, facing the regional commercial polygon, offering complementary services and, at the same time, obtaining material conditions that enabled the consolidation of industrial activity in its domains. According to the documents of the Government of the State of Goias, the location had been placed at the center of the debate, inaugurated from the public industrialization policies of the 1960s. In this context, Annapolis placed itself at the center of the dispute for the condition of seat of regional industrial activity, both for its location, naturally privileged, and for the historical legacy of its economy over the old region of Mato Grosso of Goias. In order to better understand the geographical location, as a growth factor, and demonstrate its importance in the formation and composition of the Annapolis economy, the following procedures were adopted: a) bibliographic survey about the formation and location of Annapolis; b) survey of documentary sources to support the historical experience of the municipality at different times in its economy; c) review of the theory of location, development and regional growth, with an emphasis on agriculture and industry; d) survey of secondary data, related to the development and growth of the municipality. The sum of these procedures enabled the identification of the presence of the debate involving the location of Annapolis, in its most remote origins, thus allowing linearity in the analysis. In addition, the main obstacles that had restricted its economy on different occasions were identified, which were also related to its location. Finally, it was possible to identify the factors responsible for ensuring its performance and permanence as the most prosperous city in the interior of Goias, from its emancipation to the present day.
Palavras-chave: Agricultura
Crescimento econômico
Economia regional
Industrialização
Teoria da localização
Agriculture
Economic growth
Regional economy
Economy industrialization
Location theory
Área(s) do CNPq: CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
ECONOMIA REGIONAL E URBANA::ECONOMIA REGIONAL
GEOGRAFIA HUMANA::GEOGRAFIA ECONOMICA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Estadual de Goiás
Sigla da instituição: UEG
Departamento: UEG ::Coordenação de Mestrado Territórios Expressões Culturais do Cerrado
Programa: Programa de Pós-Graduação em Territórios e Expressões Culturais no Cerrado (PPG-TECCER)
Citação: SANTANA, Marcelino de Carvalho. Caminhos entrepostos: o crescimento econômico de Anápolis/GO sob a ótica da localização. 2020. 209 f. Dissertação( Mestrado em Territórios e Expressões Culturais no Cerrado (PPG-TECCER)) - Universidade Estadual de Goiás, Anápolis,GO.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/344
Data de defesa: 3-Mar-2020
Appears in Collections:Mestrado Territórios Expressões Culturais do Cerrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTACAO_MARCELINO_DE_CARVALHO_SANTANA.pdfDissertação - Mestrado em Territórios e Expressões Culturais no Cerrado8,02 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.