???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/119
Tipo do documento: Dissertação
Título: A conservação florestal em área da antiga colônia agrícola nacional de Goiás, norte do Mato Grosso de Goiás
Autor: Vieira, Lais Marques Fernandes 
Primeiro orientador: Silva, Sandro Dutra e
Primeiro coorientador: Silva e Neto, Carlos de Melo
Primeiro membro da banca: Silva, Sandro Dutra e
Segundo membro da banca: Oliveira, Robson José de
Terceiro membro da banca: Souza, Murilo Mendonça Oliveira de
Resumo: A partir das décadas de 1930, motivado por um conjunto de fatores que favoreceram a expansão da fronteira agrícola e demográfica em Goiás, ocorreu a ocupação e consequente desmatamento da região de floresta tropical conhecida como Mato Grosso de Goiás (MGG). Essa área havia sido mantida fora do avanço do colonização no Brasil Central desde o século XVIII. No entanto, com a Política da “Marcha para o Oeste”, e mais fortemente após a década de 1940, com a criação da Colônia Agrícola Nacional de Goiás (CANG) o processo de desflorestamento e mudança nas paisagens e uso do solo se intensificaram. Neste ensejo este projeto visou relacionar as alterações da paisagem da delimitação da antiga CANG, em série histórica, correlacionando com as atividades antrópicas regionais, verificando se a conservação e a gestão dos recursos florestais deferidas para o Bioma Cerrado se aplicam na região, considerando a peculiaridade do solo e vegetação. Para tanto buscamos nos fundamentar nos pressupostos teórico-metodológicos da história ambiental e aplicar os seguintes procedimentos de investigação: pesquisas bibliográficas, inventário florestal, análise de solo e confecção de mapas históricos. No Inventário florestal foi realizado o levantamento de dados em 15 transectos amostrais, com registro de 312 indivíduos, em média 20,8 indivíduos por transecto. Os 312 indivíduos estão distribuídos em 99 espécies identificadas e em 37 famílias botânicas. 18 famílias apresentaram apenas uma espécie cada. 14 indivíduos foram somente identificados em nível de família e, 11 não foram identificados. A família Fabaceae foi a mais representativa. O Diâmetro à Altura do Peito (DAP) de maior expressividade em indivíduos foi o de <7,96, sendo Hirtella glandulosa Spreng. a espécie mais representativa; e o menor DAP o de <30,25. A altura das espécies variou de dois metros para indivíduos do sub-bosque, até 20 metros e cinqüenta centímetros para espécies emergentes do dossel, como Cariniana estrellensis (Raddi) Kuntze e o Apuleia leiocarpa (Vogel) J. F. Macbr.. A média de altura oscilou de quatro a cinco metros e noventa e nove centímetros. De 1946 para 2018, muitas mudanças ocorreram no solo. Na análise do ano de 2018 os teores de Ca, Mg, Al, H+Al, MO, C e CTC são maiores em solos com vegetação, indicando maior conservação desses solos. Já nas pastagens os teores de K, P e SATB são maiores, podendo ser reflexo da adubação química na área e dos processos de lixiviação. Apesar dos bons resultados, os anos de 1946 a 1948 apresentaram índices muito maiores. O pH apresentou elevação de um solo de floresta, em 1946 de fracamente alcalino para em 2018 como fortemente ácido. E em AD, de fracamente ácido para fortemente ácido. Os mapas de uso e cobertura do solo gerados apresentaram acurácias global e coeficiente de Kappa maiores que 80% para todas as imagens classificadas. As classes agricultura, florestas, queimadas e solo exposto tiveram uma redução de 1985 para 2018, tendo como maior redução a classe solo exposto, enquanto que as classes água, pastagem e urbanização tiveram um aumento, sendo o mais exponencial o de pastagens.
Abstract: From the 1930s, motivated by a set of factors that favored the expansion of the agricultural and demographic frontier in Goiás, the occupation and consequent deforestation of the tropical forest region known as Mato Grosso de Goiás (MGG) occurred. This area had been kept out of the advance of colonization in Central Brazil since the 18th century. However, with the "March to the West" Policy, and more strongly after the 1940s, with the creation of the Goiás National Agricultural Colony (CANG) the process of deforestation and change in landscapes and land use intensified. In this occasion, this project aimed to relate the changes in the landscape of the old CANG delimitation, in a historical series, correlating with the regional anthropic activities, verifying if the conservation and the management of the forest resources deferred to the Cerrado Biome are applied in the region, considering the peculiarity of the soil and vegetation. In order to do so, we seek to base ourselves on the theoretical and methodological assumptions of environmental history and apply the following investigation procedures: bibliographical research, forest inventory, soil analysis and historic mapping. In the forest inventory data were collected in 15 sample transects, with a record of 312 individuals, on average 20.8 individuals per transect. The 312 individuals are distributed in 99 identified species and in 37 botanical families. 18 families presented only one species each. 14 individuals were only identified at the family level, and 11 were not identified. The Fabaceae family was the most representative. The Diameter at Breast Height (DBH) of greater expressiveness in individuals was <7.96, being Hirtella glandulosa Spreng. the most representative species; and the lowest DBH of <30.25. The height of the species varied from two meters for individuals in the sub-forest, up to 20 meters and fifty centimeters for emerging canopy species such as Cariniana estrellensis (Raddi) Kuntze and Apuleia leiocarpa (Vogel) JF Macbr. from four to five meters and ninety-nine centimeters. From 1946 to 2018, many changes occurred in the soil. In the analysis of 2018 the Ca, Mg, Al, H + Al, MO, C and CTC levels are higher in soils with vegetation, indicating a higher conservation of these soils. In the pastures, the levels of K, P and SATB are higher, and may be a reflection of the chemical fertilization in the area and of the leaching processes. Despite the good results, the years 1946 to 1948 showed much higher rates. The pH presented elevation of a forest soil, in 1946 from weakly alkaline to in 2018 as strongly acid. And in AD, from weak acid to strongly acid. The maps of land use and land cover yielded overall accuracy and Kappa coefficient greater than 80% for all classified images. Agriculture, forestry, burning and exposed land had a reduction from 1985 to 2018, with the greatest reduction being the exposed soil class, while the water, pasture and urbanization classes increased, with pastures being the most exponential.
Palavras-chave: Desmatamento
História ambiental
Floresta tropical
Deforestation
Environmental History
Tropical forest
Área(s) do CNPq: CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Estadual de Goiás
Sigla da instituição: UEG
Departamento: UEG ::Coordenação de Mestrado em Recursos Naturais
Programa: Programa de Pós-Graduação Stricto sensu em Recursos Naturais do Cerrado RENAC
Citação: VIEIRA, L. M. F. A conservação florestal em área da antiga colônia agrícola nacional de Goiás, norte do Mato Grosso de Goiás. 2019. 110 f. Dissertação (Mestrado em Recursos Naturais do Cerrado (RENAC) - Câmpus Anápolis de Ciências Exatas e Tecnológicas Henrique Santillo, Universidade Estadual de Goiás, Anápolis, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/119
Data de defesa: 11-Feb-2019
Appears in Collections:Mestrado em Recursos Naturais do Cerrado (RENAC)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
6 Dissertação Lais Marques Fernandes Vieira (1).pdfDISSERTAÇÃO3,87 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.