???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/738
Tipo do documento: Dissertação
Título: Tamanho corporal e impactos ambientais associados com o risco de extinção em peixes de água doce
Autor: Santana, Murilo Luiz e Castro 
Primeiro orientador: Teresa, Fabrício Barreto
Primeiro membro da banca: Dias, Murilo Sversut
Segundo membro da banca: Nabout, Joao Carlos
Resumo: O tamanho do corpo é um atributo biológico que pode estar associado com o risco de extinção das espécies. Entretanto, essa relação pode ser dependente do contexto, variando de acordo com os impactos ambientais a que as espécies são submetidas. Adicionalmente, a distribuição das espécies ameaçadas de extinção entre as bacias hidrográficas e grupos taxonômicos deve ocorrer de forma não aleatória, refletindo o grau de pressão antrópica e as características particulares dos grupos, respectivamente. Neste estudo, procuramos responder as seguintes perguntas: Os peixes com maior risco de extinção apresentam menor tamanho corporal? As espécies ameaçadas de extinção variam em tamanho dependendo do tipo de impacto a que são susceptíveis? Os principais impactos ambientais aos peixes ameaçados de extinção variam entre as bacias hidrográficas e grupos taxonômicos? Essas perguntas foram respondidas em dois capítulos, os quais foram desenvolvidos a partir da avaliação de uma base de dados contendo 3.115 espécies de peixes de água doce com ocorrência em território brasileiro. As frequências de distribuição do tamanho corporal foram assimétricas, com a maior parte das espécies apresentando menor tamanho corporal. Entretanto, essa assimetria é maior entre as espécies AM e NT, indicando que essas espécies possuem menor tamanho corporal. As espécies cuja principal ameaça é o barramento possuem maior tamanho corporal do que as espécies ameaçadas por outros impactos. Os principais impactos às espécies ameaçadas variam entre as bacias hidrográficas e entre os grupos taxonômicos. Os resultados indicam que o tamanho corporal é um preditor do risco de extinção, mas essa relação é dependente do contexto. Além disso, os fatores extrínsecos associados com o risco de extinção, como os impactos ambientais são previsíveis espacialmente e entre grupos taxonômicos.
Abstract: Body size is a biological attribute that may be associated with the risk of species extinction. However, this relationship may be context dependent, varying according to the environmental impacts to which submitted species. In addition, the distribution of endangered species among river basins and taxonomic groups should occur in a non-random manner, reflecting the degree of anthropic pressure and the particular characteristics of the groups, respectively. In this study, we tried to answer the following questions: Do the fishes with the highest risk of extinction have smaller body sizes? Do endangered species vary in size depending on the type of impact to which they are susceptible? Do the main environmental impacts of endangered fishes vary among river basins and taxonomic groups? These questions were answered in two chapters, which were developed from the evaluation of a database containing 3,115 species of freshwater fish occurring in Brazilian territory. The distribution frequencies of body size were asymmetrical, with most species having a smaller body size. However, this asymmetry is bigger between AM (endangered) and NT species, indicating that these species have smaller body size. Species whose main threat is the damming are larger in size than species threatened by other impacts. The main impacts on endangered species vary among river basins and among taxonomic groups. The results indicate that body size is a predictor of extinction risk, but this relationship is context dependent. In addition, the extrinsic factors associated with the risk of extinction, as the environmental impacts are spatially predictable and among taxonomic groups.
Palavras-chave: Estado de conservação
Impactos ambientais
Bacias hidrográficas
Peixes
Peixes de água doce
Conservation status
Environmental impacts
River basins
Freshwater fishs
Área(s) do CNPq: CIENCIAS BIOLOGICAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Estadual de Goiás
Sigla da instituição: UEG
Departamento: UEG ::Coordenação de Mestrado em Recursos Naturais
Programa: Programa de Pós-Graduação Stricto sensu em Recursos Naturais do Cerrado RENAC
Citação: SANTANA, M. L. C. Tamanho corporal e impactos ambientais associados com o risco de extinção em peixes de água doce. 2017. 47 f. Dissertação (Mestrado em Recursos Naturais do Cerrado RENAC) - Câmpus Central - Sede: Anápolis – CET, Universidade Estadual de Goiás, Anápolis-GO.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/738
Data de defesa: 25-Jan-2017
Appears in Collections:Mestrado em Recursos Naturais do Cerrado (RENAC)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_Murilo_UEG2017.pdfDissertação_Mestrado em Recursos Naturais do Cerrado1,35 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.