???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/683
Tipo do documento: Dissertação
Título: Adequação de metodologia de qualidade fisiológica em diferentes lotes de sementes de amaranto produzidas em dois meios de cultivo
Título(s) alternativo(s): Adequacy of physiological quality methodology in different batches of amaranth seeds produced in two cultivation
Autor: Alvarenga, Fernanda Pires de 
Primeiro orientador: Peixoto, Nei
Primeiro membro da banca: Peixoto, Nei
Segundo membro da banca: Araújo, Érica Fernandes Leão
Terceiro membro da banca: Berti, Mariana Pina da Silva
Resumo: A espécie Amaranthus cruentus L. conhecida popularmente como amaranto tem se tornado foco de pesquisas, pela sua qualidade alimentar. Muitos pesquisadores vem se esforçando em prol da produção e consumo de amaranto para mitigar os efeitos da desnutrição em países pobres como a África. Estudos no Quênia evidenciaram o potencial do amaranto quando utilizado na complementação de grupos frágeis, principalmente em crianças. No Brasil, sua utilização vem crescendo nos últimos anos. Tanto os grãos, quanto a folha, possuem um valor extremamente alto em valor nutritivo Por reduzir níveis de colesterol ruim, é considerado um alimento funcional, e que pode ser incorporado em diversas dietas. O seu consumo pode ser feito de diversas formas, tanto in-natura, quanto processado (farinha, flocos). Suas folhas podem ser consumidas como hortaliça, os grãos, como cereais. Podem ser utilizados em diversos preparos, como: pães, molhos de salada, biscoito, bolos, bebidas, dentre outras maneiras, sendo seus grãos utilizados na panificação e na dieta de vegetarianos. O A. cruentus BRS Alegria, primeira recomendação ao cultivo granífero no Brasil, desenvolvida pela Embrapa, com o propósito de atender a demanda interna crescente. Entretanto, há escassez de cultivares disponibilizada aos agricultores e informações da pesquisa relativas ao seu cultivo. Neste trabalho objetivou-se analisar a qualidade fisiológica de sementes de cinco genótipos de amaranto, BRS Alegria, Hopi Red Dye, Rabo de Gato, UEG 01 e UEG 02 produzidas em vasos e a campo. As análises foram realizadas no Laboratório Multidisciplinar II da Universidade Estadual de Goiás, campus Ipameri-GO e no Laboratório de Semente do IFG- Campus Rio Verde. Foram realizadas as seguintes análises: Teste de Germinação (G), Teste de Envelhecimento Acelerado (EA), Índice de Velocidade de Germinação (IVG), Peso de 1000 sementes (P1000), Condutividade Elétrica (CE), Comprimento de Plântulas (CP) e Lixiviação de Potássio (LK). BRS Alegria apresentou maior vigor quando foi cultivada em campo. Já UEG 02, quando foi produzida em vaso, demonstrou melhores resultados para as variáveis analisadas.
Abstract: The species Amaranthus cruentus L., popularly known as amaranth, became the focus of research, taking off its food quality. Many researchers have worked hard to increase amaranth production and consumption to mitigate the effects of malnutrition in poor countries like Africa. Studies in Kenya have shown the potential of amaranth when used to complement fragile groups, especially in children.Studies do not show the potential of amaranth when used as a complement to marginal groups, especially in children. In Brazil, its use has grown in recent years. Both the grains and the leaf have an extremely high value in nutritional value. As it reduces levels of bad cholesterol, it is considered a functional food, which can be incorporated into several diets. Its consumption can be made in different ways, both in-natura and processed (flour, flakes). Its leaves can be eaten as vegetables, the grains as cereals. They can be used in various preparations, such as: breads, salad dressings, biscuits, cakes, drinks, among other ways, their grains being used in baking and in the diet of vegetarians. A. cruentus BRS Alegria, the first recommendation for the cultivation of grains in Brazil, developed by Embrapa, with the objective of meeting the growing domestic demand. Meanwhile, there is a shortage of cultivars available to farmers and research information about their cultivation. This work aims to analyze the physiological quality of seeds of five amaranth genotypes, BRS Alegria, Hopi Red Dye, Rabo de Gato, UEG 01 and UEG 02 produced in pots in the field. According to analyzes carried out at the Multidisciplinary Laboratory II of the State University of Goiás, Ipameri-GO campus and Semente Laboratory of the IFG - Campus Rio Verde. The following analyzes were performed: Water Content (TA), Germination Test (G), Accelerated Growth Test (EA), Germination Speed Index (IVG), Weight of 1000 seeds (P1000), Electrical Conductivity (CE) , Seedling Length (CP) and Potassium Leaching (LK). BRS Alegria showed greater vigor when cultivated in the field. UEG 02, when produced in glass, showed the results for the various analyzed.
Palavras-chave: Amaranthus cruentus L
Cultivar
Campo
Vigor
Amaranthus cruentus L.
Cultivar
Field
Vigor
Área(s) do CNPq: CIENCIAS AGRARIAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Estadual de Goiás
Sigla da instituição: UEG
Departamento: UEG ::Coordenação de Mestrado em Produção Vegetal
Programa: Programa de Pós-Graduação Stricto sensu em Produção Vegetal (PPGPV)
Citação: ALVARENGA, Fernanda Pires de. Adequação de metodologia de qualidade fisiológica em diferentes lotes de sementes de amaranto produzidas em dois meios de cultivo. 2021. 34 f. Dissertação (Mestrado em Produção Vegetal) - Unidade Ipameri, Universidade Estadual de Goiás, Ipameri-GO.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/683
Data de defesa: 15-Mar-2021
Appears in Collections:Mestrado em Produção Vegetal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
FERNANDA PIRES DE ALVARENGA.pdf452,97 kBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.