???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/627
Tipo do documento: Dissertação
Título: Características de carcaça e carne de ovinos mestiços Dorper x Santa Inês imunocastrados
Autor: Paula, Raiany Soares de 
Primeiro orientador: Santos, Aracele Pinheiro Pales dos
Primeiro coorientador: Silva, Bruna Paula Alves da
Primeiro membro da banca: Santos, Aracele Pinheiro Pales dos
Segundo membro da banca: Silva, Bruna Paula Alves da
Terceiro membro da banca: Miaygi, Eliane Sayuri
Resumo: A produção de ovinos no Brasil é herança da nossa colonização e, nos últimos anos, a demanda por carne ovina tem impulsionado a produção, entretanto o mercado interno ainda não é capaz de suprir esta demanda em quantidade e qualidade, tendo que importar de outros países. É crescente o número de consumidores que têm buscado produtos de melhor qualidade e, visando atender a essas exigências, torna-se necessária a adoção de técnicas que agreguem maiores atributos qualitativos ao produto final. A castração pode melhorar os aspectos sensoriais da carne ovina, principalmente em termos de adição de gordura, tornando-a mais saborosa. A imunocastração, que vem sendo utilizada em bovinos e suínos, surgiu como uma alternativa menos invasiva visando à substituição dos métodos tradicionalmente utilizados, porém até o momento ainda são inexistentes os estudos relacionados à espécie ovina, assim como a vacina específica. A vacina é capaz de estimular o sistema imunológico a produzir anticorpos contra o hormônio liberador de gonadotrofinas (GnRH), inibindo de forma temporária a produção de hormônios como o FSH e LH. Objetivou-se com o presente estudo avaliar as características quantitativas e qualitativas de carcaça e carne de ovinos mestiços Dorper x Santa Inês imunocastrados. Foram utilizados 16 ovinos machos mestiços Dorper x Santa Inês, com peso vivo inicial médio de 18 kg ± 0,86 kg e idade aproximada de 4 meses, de modo que 8 animais foram imunocastrados com a vacina para bovinos e 8 animais permaneceram não castrados, sendo todos criados em regime de semi-confinamento. Os animais não castrados apresentaram maiores valores de peso de carcaça quente, comprimento externo e interno de carcaça e profundidade de tórax, comparados aos imunocastrados. Já os imunocastrados apresentaram menores valores de perímetro escrotal aos 60 dias após a imunocastração, menores valores de comprimento testicular direito aos 81 dias após a imunocastração e menores níveis de testosterona plasmática aos 60 dias após a imunocastração. A imunocastração não foi eficiente na manutenção de baixos níveis de testosterona aos 81 dias após a aplicação, demonstrando, nas condições em que o presente estudo foi realizado, que a aplicação de uma dose da vacina não proporcionou efeitos positivos ou negativos sobre as características de carcaça e qualidade da carne de ovinos, não diferindo dos animais não castrados. A técnica de imunocastração aplicada a ovinos ainda requer a elaboração de mais estudos no tocante à sua eficiência e viabilidade.
Abstract: The production of lambs in Brazil is inherited from our colonization and, in recent years, the demand for sheep meat has boosted production, however the domestic market is still not able to supply this demand in quantity and quality, having to import from other countries. There is a growing number of consumers who have sought better quality products and, in order to meet these requirements, it is necessary to adopt techniques that add greater qualitative attributes to the final product. Castration can improve the sensory aspects of sheep meat, especially in terms of adding fat, making it more palatable. The immunocastration, which has been used in cattle and pigs, has emerged as a less invasive alternative for the substitution of traditionally used methods, but to date there are still no studies related to ovine species, as well as the specific vaccine. The vaccine is able to stimulate the immune system to produce antibodies against gonadotrophin releasing hormone (GnRH), temporarily inhibiting the production of hormones such as FSH and LH. The objective of this study was to evaluate the quantitative and qualitative characteristics of carcass and meat of crossbred Dorper x Santa Inês sheep. Sixteen Dorper x Santa Inês mongrel sheep were used, with mean initial live weight of 18 kg ± 0.86 kg and age of approximately 4 months, so that 8 animals were immunocastrated with the bovine vaccine and 8 animals remained uncastrated, being all created in semi-confinement regime. The uncastrated animals had higher values of warm carcass weight, external and internal carcass length and chest depth, compared to the immunocast. On the other hand, the immunocasts showed lower scrotal circumference values at 60 days after immunocastration, lower values of right testicular length at 81 days after immunocastration and lower levels of plasma testosterone at 60 days after immunocastration. Immunocastration was not efficient in maintaining low testosterone levels at 81 days post application, demonstrating, under the conditions in which the present study was conducted, that the application of one dose of the vaccine did not provide positive or negative effects on carcass characteristics And quality of the meat of sheep, not differing from uncastrated animals. The technique of immunocastration applied to sheep still requires the elaboration of more studies regarding its efficiency and viability.
Palavras-chave: Imunocastração
Lipídeos
Ovinocultura
Qualidade de carne
Immunocastration
Lipids
Quality of meat
Sheep farming
Área(s) do CNPq: CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Estadual de Goiás
Sigla da instituição: UEG
Departamento: UEG ::Coordenação de Mestrado Profissional em Produção Animal e Forragicultura
Programa: Programa de Pós-Graduação Stricto sensu em Desenvolvimento Rural Sustentável
Citação: PAULA, R. S. Características de carcaça e carne de ovinos mestiços Dorper x Santa Inês imunocastrados. 2017. 52 f. Dissertação (Mestrado em Produção Animal e Forragicultura) - Câmpus Oeste - Sede: São Luís de Montes Belos, Universidade Estadual de Goiás, São Luís de Montes Belos.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/627
Data de defesa: 3-Aug-2017
Appears in Collections:Mestrado Profissional em Produção Animal e Forragicultura

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Raiany Soares de Paula.pdfDissertação_Mestrado Profissional em Produção Animal e Forragicultura1,21 MBAdobe PDFDownload/Open Preview
Termo_Raiany Soares de Paula.pdf103,91 kBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.