???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/529
Tipo do documento: Dissertação
Título: Ecologia de interações entre Inga sessilis (Vell.) Mart. (Fabaceae, Mimosoideae), formigas e herbívoros associados : padrões espaço-temporais da defesa anti-herbivoria
Título(s) alternativo(s): Ecology of the interactions among Inga sessilis (Vell.) Mart. (Fabaceae, Mimosoideae), ants and herbivores associated: patterns of spatio-temporal anti-herbivory defense
Autor: Batista, Gabriella Aguiar 
Primeiro orientador: Pedroso, Everton Tizo
Primeiro coorientador: Del-Claro, Kleber
Primeiro membro da banca: Pedroso, Everton Tizo
Segundo membro da banca: Moreira, Vanessa Stefani Sul
Terceiro membro da banca: Yamamoto, Marcela
Resumo: As interações interespecíficas ampliam a complexidade dos ecossistemas e a diversidade. Entretanto, impactos ambientais podem afetar a dinâmica das populações de artrópodes e as relações que estabelecem com as plantas, gerando nessas últimas diferenças em sua simetria. O presente estudo analisou os padrões espaço-temporais das relações ecológicas entre uma população de Inga sessilis (Fabaceae, Mimosoideae), seus insetos herbívoros e as formigas mutualistas em uma mata mesofítica em Morrinhos, na região sudeste de Goiás. As amostragens foram feitas na borda (região antropizada) e no interior (preservado) da vegetação entre dezembro de 2014 e fevereiro de 2016. Hipotetizamos que no interior, mais preservado, as formigas seriam mais eficientes na proteção das plantas, que consequentemente teriam menor assimetria foliar. Foram amostrados 45 indivíduos de I. sessilis (Fabaceae) em cada extrato da vegetação. Os insetos herbívoros e formigas visitantes foram quantificados e o papel das formigas na inibição da herbivoria foi testado. As taxas de herbivoria, assimetria flutuante e a presença de compostos secundários de defesa foram comparadas entre plantas de borda e interior. Verificou-se que quatro espécies de formigas foram mais abundantes no sistema estudado: Camponotus lespesii, Crematogaster limata, Ectatomma tuberculatum e Wasmannia auropunctata. As proporções de áreas foliares consumidas por herbívoros foi semelhante entre plantas com e sem formigas. Além disso, houve diferença nas medidas entre os lados esquerdo e direito das folhas, indicando a presença de assimetria direcional em plantas localizadas no interior da vegetação. Por fim, os compostos secundários foram mais importantes na defesa contra a herbivoria, do que a associação com as formigas. Tais efeitos podem ter reduzido consideravelmente as populações de insetos herbívoros, interferindo assim nas relações estabelecidas com as formigas, enfraquecendo as relações mutualísticas.
Abstract: The interspecific interactions s increased the ecosystems complexity and diversity.. However, environmental impacts can affect the arthropods population dynamics and the relationships they establish with the plants, generating these last differences in their symmetry. The present study analyzed the spatiotemporal patterns of ecological interactions established among a population of Inga sessilis (Fabaceae, Mimosoideae), their herbivores insect and mutualist ants in a of mesophytic forest fragment in City of Morrinhos, in Southeast of Goiás State, Brazil. Field samplings were made at the edge (anthropic region) and the interior (preserved) of vegetation from December 2014 up to February 2016. We hypothesize that in the interior, better preserved, the ants would be more effective in herbivory avoidance, which in turn would lower leaf asymmetry. We sampled 45 individuals of I. sessilis (Fabaceae). The herbivorous insects and visiting ant species were quantified and the role of ants on inhibition of herbivory was tested. The herbivores damage the floating asymmetry and the presence of secondary defense compounds were compared between edge and interior plants. Moreover, it was analyzed the importance of secondary metabolites on herbivory avoidance. Four species of ants were more abundant in the studied system (Camponotus lespesii, Crematogaster limata, Ectatomma tuberculatum e Wasmannia auropunctata). The proportion of leaf consumed by herbivores were similar among plants with and without ants. Furthermore, there was difference in measurements between the left and right sides of the leaves, indicating the presence of directional asymmetry in plants located within the vegetation. Finally, the secondary compounds were more important to defense against herbivory than defense provide by ants. The studied area probably suffers by intense fragmentation and edge effects. Such effects can considerably reduce the populations of herbivorous insects, weakening the mutualism between plants and ants.
Palavras-chave: Defesas em plantas
Mutualismo
Fragmentação
Efeitos de borda
Fabaceae
Defenses in plants
Mutualism
Habitat fragmentation
Edge effect
Fabaceae
Área(s) do CNPq: CIENCIAS BIOLOGICAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Estadual de Goiás
Sigla da instituição: UEG
Departamento: UEG ::Coordenação de Mestrado em Ambiente e Sociedade
Programa: Programa de Pós Graduação Stricto Sensu em Ambiente e Sociedade
Citação: BATISTA, G. A. Ecologia de interações entre Inga sessilis (Vell.) Mart. (Fabaceae, Mimosoideae), formigas e herbívoros associados : padrões espaço-temporais da defesa anti-herbivoria. 2016. 80 f. Dissertação (Mestrado em Ambiente e Sociedade) - Câmpus Sudeste – Sede: Morrinhos, Universidade Estadual de Goiás, Morrinhos-GO.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/529
Data de defesa: 3-Aug-2016
Appears in Collections:Mestrado em Ambiente e Sociedade

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_Gabriella__Versao_Corrigida_PPGAS.pdfDissertação_Mestrado em Ambiente e Sociedade1,17 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.