???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/515
Tipo do documento: Dissertação
Título: A resistência das mulheres na luta e pela permanência na terra : uma análise no assentamento Maria da Conceição (Orizona/GO)
Autor: Barbosa, Manoela Marilda Batista 
Primeiro orientador: Hora, Karla Emmanuela Ribeiro
Primeiro membro da banca: Monteiro, Luiza Pereira
Segundo membro da banca: Silva, Magda Valéria da
Terceiro membro da banca: Afonso, Lúcia Helena Rincón
Resumo: O presente estudo buscou compreender o campo como território de lutas pela terra e, com efeito,os processos formativos das mulheres envolvidas no seu desenvolvimento e decorrentes das suas participações na conquista e manutenção da terra. O objetivo central da pesquisa é identificar e analisar espaços formativos para a mulher do campo no Assentamento Maria da Conceição em Orizona-Go, que tenham como pauta de discussões as questões de gênero e os direitos da mulher voltados para o seu processo de autonomia econômica e social e emancipação,de maneira a (re)significar suas inserções nas relações de trabalho existentes no campo. A educação das mulheres que vivem no Assentamento Maria da Conceição foi investigada para além de aspectos vinculados à educação escolarizada. O processo educativo dessas mulheres é inerente às suas transformações enquanto protagonistas de sua própria realidade, na luta e contestação das práticas de dominação socioeconômica se cultural do sistema capitalista. A investigação foi desenvolvida considerando as bases epistemológicas do materialismo histórico-dialético, o que implica assumir a realidade como concreta, síntese de múltiplas determinações, portanto, a unidade da diversidade.A metodologia consistiu em revisão bibliográfica, observações, entrevistas com as mulheres e fotografias das mesmas em suas parcelas no Assentamento Maria da Conceição.Os resultados obtidos a partir da pesquisa empírica revelaram uma intensa participação das mulheres desde o processo de ocupação da terra até a luta pela sua permanência. No entanto, as discussões não pautaram as questões de gênero, nem dos direitos das mulheres. A luta é da família pela sobrevivência básica. Embora as mulheres tenham adquirido autonomia e liderança nos enfrentamentos, os seus discursos revelam ainda uma divisão sexual do trabalho e a manutenção da estrutura de gênero historicamente dominante.
Abstract: The current study tried to understand the countryside as a stuggle territory for land and, with effect, the formative process of women involved in their development due oftheir participation in the achievement and mantenaice of the land. The main goal of the research is to identify and analyse formative spaces for the countryside women in the Settlement Maria da Conceição in Orizona-GO, which have as discussions stake the questions of gender and womenrights focused to to their process of financial and social autonomyand emancipation, in order to (re) define their insertions in the existing job relations in the countryside. The education of women that live in the Settlement Maria da Conceiçãowas investigated beyond the bound aspects to the school education. Whether inherent of their transformations as protagonists of their own reality,in the struggle and contestation of the socioeconomic domination and cultural practices of the capitalism system. The investigation was developed considering their epistemological basis of the historic-dialectical materialism, which involves assume the reality as concrete, synthesis of multiple determinations, therefore, the unity diversity. The methodology consisted inbibliographyc review, observations, interview with the women and photographs of them in their plot of Settlement Maria da Conceição. The obtained results from the empirical research revealed anintense women participation since the ocupation process of land until the the struggle for their permanence. However, the discussions did not guide the gender issues, neither the women rights. It is a family struggle for the basic survival. Although the women have acquired autonomy and leadership in the confrontations, theirspeech even reveal a sexual work division, and the maitenance of the dominant historical gender structure.
Palavras-chave: Mulher
Participação
Assentamento
Processo Formativo
Woman
Participation
Settlement
Formative process
Área(s) do CNPq: CIENCIAS HUMANAS::SOCIOLOGIA
OUTROS::CIENCIAS SOCIAIS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Estadual de Goiás
Sigla da instituição: UEG
Departamento: UEG ::Coordenação de Mestrado em Ambiente e Sociedade
Programa: Programa de Pós Graduação Stricto Sensu em Ambiente e Sociedade
Citação: BARBOSA, M. M. B. A resistência das mulheres na luta e pela permanência na terra : uma análise no assentamento Maria da Conceição (Orizona/GO). 2018. 146 f. Dissertação (Mestrado em Ambiente e Sociedade) - Câmpus Sudeste - Sede: Morrinhos, Universidade Estadual de Goiás, Morrinhos-GO.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/515
Data de defesa: 18-Jun-2018
Appears in Collections:Mestrado em Ambiente e Sociedade

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_MANOELA_MARILDA_BATISTA_BARBOSA__final.pdf Dissertação_Mestrado em Ambiente e Sociedade3,55 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.