???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/474
Tipo do documento: Dissertação
Título: Doses de potássio em cobertura na produção da abobrinha da moita cultivada com e sem capina
Autor: Rezende, Edilson Henrique
Primeiro orientador: Benett, Katiane Santiago Silva
Primeiro membro da banca: Benett, Katiane Santiago Silva
Segundo membro da banca: Arruda, Natália
Terceiro membro da banca: Benett, Cleiton Gredson Sabin
Resumo: A utilização de K na agricultura tem sido utilizada para propiciar uma melhoria nas funções fisiológicas das plantas resultando, consequentemente, uma maior produtividade e qualidade das culturas. Objetivou-se neste trabalho avaliar o desenvolvimento, a produtividade e qualidade de frutos da cultura da abobrinha de moita, em função da aplicação de doses de potássio e manejo de plantas invasoras. O trabalho foi desenvolvido no campo experimental da Universidade estadual de Goiás (UEG), Campus Ipameri. Utilizando o delineamento em blocos inteiramente casualizados no esquema fatorial de 2 x 5 (manejo de plantas invasoras x doses) com quatro repetições. Foram utilizadas sementes de abóbora Caserta da empresa Top Seed®, com espaçamento de 1,0 x 1,0 m. A aplicação de potássio foi realizada de forma parceladas, aos 15, 30 e 45 dias após o plantio (DAP). Os tratamentos aplicados foram: 0, 100, 200, 300 e 400 kg ha-1 de K2O. Foi utilizado como fonte o Cloreto de Potássio (60% KCl). Foram avaliadas as características ligadas à produtividade, teores de K e Clorofila, bem como as características de qualidade dos frutos. Os dados foram submetidos à análise de variância (teste de F) e as médias comparadas pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade. As análises estatísticas foram feitas utilizando o programa de análise estatística Sanest. Para os dados de acidez total titulável foi realizado o Teste de Friedman, utilizando o programa estatístico R Core Team. As doses de potássio interferiram na produtividade e na qualidade dos frutos da abobrinha de moita. Independente da aplicação de K, os tratamentos com capina produziu frutos com melhor qualidade. A melhor dose utilizada para o desenvolvimento e a produtividade da cultura da abobrinha de moita, foi de 212 kg ha-1 de K2O.
Abstract: The use of K in agriculture has been used to provide an improvement in the physiological functions of the plants, resulting in a higher yield and quality of the crops. The objective of this work was to evaluate the development, productivity and fruit quality of shrub zucchini, as a function of the application of potassium doses and management of invasive plants. The work was developed in the experimental field of the State University of Goiás (UEG), Campus Ipameri. Using a completely randomized block design in the 2 x 5 factorial scheme (management of invasive plants x doses) with four replications. Caserta pumpkin seeds from Top Seed® were used, spacing 1.0 x 1.0 m. The application of potassium was performed in a piecemeal manner at 15, 30 and 45 days after planting (DAP). The treatments applied were: 0, 100, 200, 300 and 400 kg ha-1 of K2O. Potassium chloride (60% KCl) was used as the source. The characteristics related to productivity, K and Chlorophyll contents, as well as fruit quality characteristics were evaluated. The data were submitted to analysis of variance (F test) and the means were compared by the Tukey test at 5% probability. Statistical analyzes were performed using the Sanest statistical analysis program. For the titrable total acidity data, the Friedman test was performed using the R Core Team statistical program. The doses of potassium interfered in the productivity and the quality of the fruits of the zucchini squash. Regardless of the application of K, treatments with weeding produced better quality fruits. The best dose used for development and productivity of the zucchini crop was 212 kg ha-1 K2O.
Palavras-chave: Cucurbita pepo
Produtividade
Plantas Invasoras
Adubação
Cloreto de Potássio
Cucurbita pepo
Productivity
Invasive Plants
Fertilization
Potassium Chloride
Área(s) do CNPq: CIENCIAS AGRARIAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Estadual de Goiás
Sigla da instituição: UEG
Departamento: UEG ::Coordenação de Mestrado em Produção Vegetal
Programa: Programa de Pós-Graduação Stricto sensu em Produção Vegetal (PPGPV)
Citação: REZENDE, Edilson Henrique. Doses de potássio em cobertura na produção da abobrinha da moita cultivada com e sem capina. 2018. 43 f. Dissertação (Mestrado em Produção Vegetal) - Unidade Ipameri, Universidade Estadual de Goiás, Ipameri-GO.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/474
Data de defesa: 19-Feb-2018
Appears in Collections:Mestrado em Produção Vegetal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Edilson_Henrique_Rezende.pdf2,01 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.