???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/469
Tipo do documento: Dissertação
Título: Ambientes e recipientes na produção e qualidade de mudas de baruzeiros
Autor: Melo, Márcio Silva
Primeiro orientador: Benett, Cleiton Gredson Sabin
Primeiro membro da banca: Benett, Cleiton Gredson Sabin
Segundo membro da banca: Seleguini, Alexsander
Terceiro membro da banca: Salomão, Leandro Caixeta
Resumo: Devido ao seu ótimo desenvolvimento e alto vigor de germinação, potencial madeireiro, medicinal, silvicultural, alimentício, fixação de nitrogênio e sombreamento o baruzeiro é apontado como uma das 10 espécies do Cerrado com maior potencial de cultivo. Assim, o presente trabalho teve como objetivo avaliar a produção de mudas de baruzeiro em diferentes recipientes e ambientes de cultivo. Os experimentos foram realizados em dois períodos de produção de mudas, sendo o primeiro de setembro a dezembro de 2016 e o segundo de janeiro a abril de 2017 avaliados separadamente na Universidade Estadual de Goiás, Campus Ipameri, localizada no município de Ipameri-GO com 17º 43’00.80” de latitude sul e 48º 08’42.43”O de longitude oeste e altitude de 800 m. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado em esquema fatorial 4 x 3, sendo quatro ambientes [controle (pleno sol), palha, filme plástico, tela Sombrite®] e três tipos de recipientes (tubetes de 120, 290 e 820 cm³), com 30 repetição para cada tipo de tubete. Foram realizadas as seguintes avaliações nos dois experimentos separadamente: primeira contagem de emergência, emergência total, índice de velocidade de emergência, índice relativo de clorofila, altura de plantas, diâmetro do coleto, número de folhas, área foliar, matéria fresca da parte aérea e raiz, matéria seca da parte aérea e raiz e índice de qualidade de Dickson. Os resultados foram submetidos à análise de variância (teste F) e as médias comparadas pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade para ambientes de produção e recipientes. Na primeira produção de mudas, os ambientes Sombrite®, pleno sol e palha são considerados os melhores ambientes para o desenvolvimento das mudas de Dipteryx alata Vog. Já na segunda época de cultivo, o ambiente recomendado para a produção de mudas de baru é o Sombrite®. No que tange aos recipientes o de volume de 820 cm³ é o mais recomendado para a produção de mudas de baru nos dois experimentos.
Abstract: Due to its excellent development and high vigor of germination, potential wood, medicinal, silvicultural, food, nitrogen fixation and shading the baruzeiro is pointed out as one of the 10 species of the Cerrado with greater potential of cultivation. Thus, the present work had as objective to evaluate the production of baru tree seedlings in different containers and growing environments. The experiments were carried out in two periods of seedlings production, being the first from September to December of 2016 and the second from January to April of 2017 evaluated separately in the State University of Goiás, Campus Ipameri, located in the municipality of Ipameri-GO with 17th 43'00.80 "south latitude and 48 ° 08'42.43" W of longitude and altitude of 800 m. The experimental design was completely randomized in a 4 x 3 factorial scheme, with four environments (control or pelno sol, straw, plastic film, Sombrite® screen) and three types of containers (tubes of 120, 290 and 820 cm³), with 30 repetitions for each type of cartridge. The following evaluations were performed in the two experiments separately: first emergency count, total emergency, emergence speed index, relative chlorophyll index, plant height, collection diameter, leaf number, leaf area, shoot fresh matter and root, shoot dry matter and root and Dickson quality index. The results were submitted to analysis of variance (test F) and the means compared by the Tukey test at 5% probability for production environments and containers. In the first production of seedlings, the environments Sombrite®, full sun and straw are considered the best environments for the development of the Dipteryx alata Vog. Already in the second growing season, the recommended environment for the production of baru seedlings is Sombrite®. With regard to the containers the volume of 820 cm³ is the most recommended for the production of baru seedlings in the two experiments.
Palavras-chave: Dipteryx alata Vog
Índice de qualidade de Dickson
Luminosidade
Sombreamento
Dipteryx alata Vog
Dickson quality score
Luminosity
Shading
Área(s) do CNPq: CIENCIAS AGRARIAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Estadual de Goiás
Sigla da instituição: UEG
Departamento: UEG ::Coordenação de Mestrado em Produção Vegetal
Programa: Programa de Pós-Graduação Stricto sensu em Produção Vegetal (PPGPV)
Citação: MELO, Márcio Silva. Ambientes e recipientes na produção e qualidade de mudas de baruzeiros. 2018. 53 f. Dissertação (Mestrado em Produção Vegetal) - Unidade Ipameri, Universidade Estadual de Goiás, Ipameri-GO.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/469
Data de defesa: 28-Feb-2018
Appears in Collections:Mestrado em Produção Vegetal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Mrcio_Silva_Melo.pdf1,66 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.