???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/419
Tipo do documento: Dissertação
Título: Avaliação da biocompatibilidade e potencial angiogênico do látex de Hancornia speciosa
Autor: Ribeiro, Thuanne Pires
Primeiro orientador: Almeida, Luciane Madureira de
Primeiro membro da banca: Almeida, Luciane Madureira de
Segundo membro da banca: Stafuzza, Nedenia Bonvino
Terceiro membro da banca: Marciano, Joelma Abadia
Resumo: As plantas são fontes promissoras de novos compostos bioativos, especialmente no campo medicinal. Uma importante descoberta para a área de biomateriais aplicados à medicina refere-se ao látex de Hevea brasiliensis (seringueira) que tem alta capacidade de regenerar tecidos (angiogênese) e também é biocompatível com sistemas vivos. Contudo, alguns indivíduos podem apresentar reações alérgicas às proteínas do látex de seringueira, limitando sua aplicação. Dessa forma pesquisadores investigam outras espécies lactíferas, as quais possuam menor teor de proteínas e possam produzir látex com menor potencial alergênico. O látex de Hancornia speciosa Gómez poderia ser uma alternativa uma vez que a sua carga de proteínas é inferior ao látex de seringueira. Hancornia speciosa Gómez, popularmente conhecido como Mangabeira, é uma planta frutífera com ampla distribuição no Brasil. O látex da planta é utilizado na medicina popular no tratamento de diversas doenças como tuberculose, disfunção hepática, úlceras, verrugas e dermatite. No presente estudo foi avaliada a biocompatibilidade e o potencial angiogênico do látex de mangabeira. Para isso foram utilizados dois ensaios diferentes: o teste do Allium cepa e o teste da membrana corioalantóide de ovos de galinha fertilizados (CAM). O teste de Allium cepa mostrou que o látex de mangabeira não é citotóxico e nem genotóxico sendo biocompatível a sistemas vivos. Já o ensaio CAM mostrou um aumento significativo da rede vascular nas amostras submetidas ao látex de mangabeira evidenciando seu potencial angiogênico. Os resultados obtidos na histologia da CAM comprovam o potencial angiogênico do látex. Este estudo contribui para a compreensão das potencialidades do látex de mangabeira como fontes de novos medicamentos. Agregando assim valor econômico a essa espécie, a qual tem sido utilizada principalmente para obtenção de frutos.
Abstract: Plants are promising sources of new bioactive compounds, especially in the medical field. An important discovery in the area of biomaterials applied to medicine is that the natural rubber from Hevea brasiliensis has potential to regenerate tissues (angiogenesis) and is also biocompatible to living systems. However, some individuals present allergy to natural rubber proteins,which restrain its application. Thus researchers have looking for others lactiferous species with lower allergenic potential. The mangabeira latex could be an alternative, since its amount of protein is lower than natural latex rubber. The latex obtained from Hancornia speciosa, a plant native to Brazil popularly known in Portuguese as “mangabeira”, is used in folk medicine for treatment of several diseases, such as acne, warts, diabetes, gastritis and inflammation. In this work, we describe the biocompatibility assessment and angiogenic properties of H. speciosa latex and its potential application in medicine. The biocompatibility was evaluated through cytotoxicity and genotoxicity in Allium cepa model and the angiogenic properties were evaluated using the chick chorioallantoic membrane (CAM) assay model. As results the cytotoxicity and genotoxicity assays showed that Hancornia speciosa latex is biocompatible with life systems and can be a good biomaterial for medical applications. The CAM test showed the efficient ability of Hancornia speciosa latex in neovascularization of tissues. The histological analysis was in accordance with the results obtained in the CAM assay. Our data indicate that the latex obtained from H. speciosa and eluted in water showed significant angiogenic activity without any cytotoxic or genotoxic effects on life systems. This study contributes to the understanding of the potentialities of Hancornia speciosa latex as a source of new phytomedicines.
Palavras-chave: Angiogênese
Biomaterial
Citotoxicidade
Mangaba
Genotoxicidade
Angiogenesis
Biomaterial
Cytotoxicity
Genotoxicity
Área(s) do CNPq: CIENCIAS AGRARIAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Estadual de Goiás
Sigla da instituição: UEG
Departamento: UEG ::Coordenação de Mestrado em Produção Vegetal
Programa: Programa de Pós-Graduação Stricto sensu em Produção Vegetal (PPGPV)
Citação: RIBEIRO, Thuanne Pires. Avaliação da biocompatibilidade e potencial angiogênico do látex de Hancornia speciosa. 2014. 67 f. Dissertação (Mestrado em Produção Vegetal) - Unidade Ipameri Universidade Estadual de Goiás, Ipameri-GO.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/419
Data de defesa: 24-Jan-2014
Appears in Collections:Mestrado em Produção Vegetal

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertao__Thuanne_Pires_Ribeiro.pdf2,11 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.