???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/357
Tipo do documento: Dissertação
Título: Geografia da saúde em Anápolis (GO): aplicativo Mosquito Control como uma contribuição para o controle da Dengue
Título(s) alternativo(s): Geography of health in Anapolis (GO): Mosquito Control App as a contribution to control Dengue
Autor: Souza, Rafaela C. 
Primeiro orientador: Adriana Aparecida Silva
Primeiro coorientador: Divina Aparecida Leonel Lunas Lima
Primeiro membro da banca: Adriana Aparecida Silva
Segundo membro da banca: Divina Aparecida Leonel Lunas Lima
Terceiro membro da banca: José Leonardo Oliveira Lima
Quarto membro da banca: Roseli Martins Tristão Maciel
Quinto membro da banca: Josana de Castro Peixoto
Resumo: Os problemas endêmicos surgem devido à falta de controle do perímetro urbano, que cresce com o passar dos anos, constituindo obstáculos à administração pública, gerando consequentes mazelas para a população. Hoje no Brasil a dengue é considerada um grave problema de saúde pública, dado os números alarmantes de pessoas acometidas pela doença causada pelo mosquito Aedes aegypti. Os dados de ocorrências de dengue também têm sido frequentes na cidade de Anápolis, onde em 2016 foram 15.767 o número de pessoas contaminadas pela dengue. Tal cenário sugere a necessidade de se pensar a geografia desta doença, desde seus fatores causais até a proposição de instrumentos para seu controle. Este estudo se apoia na abordagem teórica da Geografia da Saúde, através da qual é possível pensar a cidade, enquanto um ambiente formado por elementos do meio físico, social e econômico, os quais podem estar associados à questão da distribuição regional das doenças. O objetivo geral deste estudo é analisar a Geografia da Dengue na cidade de Anápolis – GO entre os anos de 2010 e 2018, além de contribuir com a questão da comunicação entre a população e os agentes de saúde, apresentando um aplicativo que possibilite a multiplicação de informações acerca de áreas frágeis à proliferação do vetor. Foram coletados dados relativos ao número de registro de casos de dengue por bairros, junto a Secretaria Municipal de Saúde de Anápolis e a Vigilância Epidemiológica, os quais foram espacializados, possibilitando identificar a correlação entre o crescimento urbano, infraestrutura, saúde pública e os casos de dengue na cidade entre os anos de 2010 a 2018. Para construção do aplicativo denominado Mosquito Control será utilizada a tecnologia do Mapbox compatível com aparelhos celulares. A construção desse aplicativo está em fase de desenvolvimento, tendo finalizada a Análise de Requisitos e consequente criação dos diagramas que apoiam a fase em que se encontra atualmente.
Abstract: The endemic problems arise due to the lack of control of theurban perimeter, which grows with the passing of the years, constituting obstacles to the publicadministration, generating consequent ills for the population. Today in Brazil dengue isconsidered a serious public health problem, given the alarming numbers of people affected by the disease caused by the mosquito Aedes aegypti. Data on occurrences of dengue have also beenfrequent in the city of Anapolis, where in 2016 the number of people infected with dengue was15,767. Such a scenario suggests the need to think about the geography of this disease, from itscausal factors to the proposition of instruments for its control. This study is based on thetheoretical approach of Health Geography, through which it is possible to think of the city as anenvironment formed by physical, social and economic elements, which may be associated with theissue of regional distribution of diseases. The general objective of this study is to analyze theGeography of Dengue in the city of Anapolis - GO between the years 2010 and 2018, besidescontributing with the issue of communication between the population and the health agents,presenting an application that allows the multiplication of information about fragile areas to vector proliferation. Data were collected on the number of dengue cases recorded by neighborhoods, together with the Municipal Health Department of Anapolis and EpidemiologicalSurveillance, which were spatialized, making it possible to identify the correlation between urbangrowth, infrastructure, public health and cases of dengue in the city between the years 2010 to2018. For construction of the application called Mosquito Control will be used Mapboxtechnology compatible with mobile devices. The construction of this application is in thedevelopment phase, completing the Requirements Analysis and consequent creation of thediagrams that support the phase in which it is currently.
Palavras-chave: Aedes aegypti
aplicativos móveis
Geotecnologias
Aedes aegypti
mobile apps
Geotechnologies
Área(s) do CNPq: GEOGRAFIA HUMANA::GEOGRAFIA DA POPULACAO
CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA
SAUDE COLETIVA::EPIDEMIOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Estadual de Goiás
Sigla da instituição: UEG
Departamento: UEG ::Coordenação de Mestrado Territórios Expressões Culturais do Cerrado
Programa: Programa de Pós-Graduação em Territórios e Expressões Culturais no Cerrado (PPG-TECCER)
Citação: SOUZA, Rafaela C.. Geografia da saúde em Anápolis (GO): aplicativo Mosquito Control como uma contribuição para o controle da Dengue. 2019. 116 f. Dissertação( Mestrado em Territórios e Expressões Culturais no Cerrado).Universidade Estadual de Goiás, Anápolis,GO.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/357
Data de defesa: 12-Apr-2019
Appears in Collections:Mestrado Territórios Expressões Culturais do Cerrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_Rafaela_Cristina_Souza.pdfDissertação4,18 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.