???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/126
Tipo do documento: Dissertação
Título: "Hanseníase: o que está sendo "eliminado"?"
Autor: Alves, Natália Lopes 
Primeiro orientador: Sampaio, Lucas Henrique Ferreira
Resumo: A OMS declarou, em 2005, que a hanseníase não era mais um problema de saúde pública global, porém vários países continuam sendo endêmicos para a doença. Este é o caso do Brasil. O País que tem maior prevalência mundial e o segundo maior número absoluto de casos da doença, atrás apenas da Índia. Muitos especialistas temem que esta declaração da OMS acarrete uma diminuição do fomento das pesquisas em hanseníase, o que, consequentemente, levaria à redução da produção científica na área e o surgimento de um novo descontrole epidemiológico da doença. Este trabalho objetivou a realização de uma análise cienciométrica das produções científicas sobre hanseníase, no período de 1997 a 2016, no portal de pesquisa Web of Science (ISI). Para isso, foram usados os termos de busca “M*leprae” OR “leprosy”. As buscas foram refinadas por “tipos de documento” e “categorias do Web of Science”. Foram encontrados e analisados 6031 trabalhos, publicados, sobre a hanseníase no decorrer desses 20 anos. Considerando o número absoluto de trabalhos sobre hanseníase, se percebe uma clara tendência de queda ao longo do período. O trabalho também mostra uma redução na quantidade de trabalhos produzidos pelos EUA e países europeus, que eram os locais que mais desenvolviam pesquisas de ponta na área de hansenologia. As análises mostram que a diminuição do fomento realmente pode ter afetado a produção científica da área. Uma forma de equilibrar o sucesso nos resultados de grandes pesquisas científicas seria definindo políticas de cunho nacional, ou mesmo internacional, de fomento à ciência e à pesquisa de longo prazo. No caso da Hanseníase que tem uma longa trajetória, acredita-se que uma proposta nesse sentido manteria o ranking de pesquisas e produções sobre o tema em um patamar satisfatório.
Abstract: Although WHO declared in 2005 that leprosy was no longer a global public health problem, several countries remain hyperendemic for the disease. This is the case of Brazil, which has the highest world prevalence and the second largest absolute number of cases of the disease, behind only India. Many researchers fear that this WHO statement will lead to a decrease in the promotion of leprosy research, which would lead to a reduction in scientific production in the area and the possibility of new epidemiological outbreak of the disease. This work aimed to carry out a scientometric analysis of the academic productions on leprosy, from 1997 to 2016, in the Web of Science (ISI) research portal. The search terms "M * leprae" OR "leprosy" were used. The searches were refined by "document types" and "Web of Science categories". GraphPad Prism 05 software was used to sort and analyze the data. They were reported, during the 20 years analyzed, 6031 published works on leprosy. A drop in scientific production could be observed until 2006, followed by a rise trend between 2011 and 2016. However, when a direct relationship is made between the total amount of work available in the ISI, year by year, and total published articles on leprosy, there is a clear downward trend over the 20 years analyzed. The work also shows a reduction in the amount of work produced by the US and European countries, which were the sites that most developed the leading research in the area of leprosy. The analysis shows that the decrease in funding may actually have affected the scientific production of the area, since a country does not only science with financial investment in scientists and laboratories, they are necessary, but they are not enough. One way to balance success in the results of large-scale scientific research would be to define national or even international policies to foster science and long-term research. In the case of leprosy that has a long history, it is believed that a proposal in this sense would maintain the ranking of researches and productions on the subject at a satisfactory level.
Palavras-chave: Cienciometria
Mycobacterium leprae
Doença de Hansen
Scientometry
Mycobacterium leprae
Hansen's disease
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Estadual de Goiás
Sigla da instituição: UEG
Departamento: UEG ::Coordenação de Mestrado em Ciências Aplicadas a Produtos para Saúde
Programa: Programa de Pós-Graduação Stricto sensu em Ciências Aplicadas a Produtos para Saúde (PPG-CAPS)
Citação: Alves, Natália Lopes. "Hanseníase: o que está sendo "eliminado"?". 2018. 55f. Dissertação (Mestrado em Ciências Aplicadas a Produtos para Saúde) - Câmpus Anápolis de Ciências Exatas e Tecnológicas Henrique Santillo, Universidade Estadual de Goiás, Anápolis, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/126
Data de defesa: 4-Jun-2018
Appears in Collections:Mestrado Ciências Aplicadas a Produtos para Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação ÚLTIMA VERSÃO.pdf1,68 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.