???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/107
Tipo do documento: Dissertação
Título: Condições de armazenamento pós-colheita in natura e prensagem a frio dos frutos de murici
Autor: Gomes, Nayane Rosa 
Primeiro orientador: Campos, André José de
Primeiro membro da banca: Campos, André José de
Segundo membro da banca: Costa, Orlene Silva da
Terceiro membro da banca: Paula, Joelma Abadia Marciano de
Resumo: O murici (Byrsonima crassifolia (L.) Rich) é considerado um dos frutos típicos do Cerrado, apresenta elevado valor nutricional, propriedades funcionais e sabor único, sendo fonte de fibras, cálcio, fósforo, ferro e vitamina C. Seu consumo é realizado pelas populações locais tanto na forma in natura quanto processados, tais como sucos, licores, sorvetes, geléias, iogurte, pães e bolos. Apesar da importância do muricizeiro para essas comunidades, pouco se conhece sobre as informações de pós-colheita e soluções tecnológicas de aproveitamento e conservação do fruto. Portanto, este trabalho tem como objetivo avaliar as características de pós-colheita do murici in natura submetido a diferentes embalagens e condições de armazenamento e também avaliar o suco de murici prensado a frio, verificando as variáveis físicas, físico-químicas, químicas e bioativas. Os frutos de murici foram colhidos no mês de janeiro de 2018 na Fazenda Córrego do Meio, localizada no município de Diorama/GO. O projeto foi dividido em dois experimentos, ambos com delineamento inteiramente casualizado (DIC), com quatro repetições. No primeiro experimento, murici in natura em diferentes embalagens, foi utilizado o esquema fatorial triplo 3x2x9, para avaliar três embalagens (polipropileno – PP, polietileno de baixa densidade – PEBD e nylon/polietileno – NY/PE), submetidos a duas modificações de atmosfera: a vácuo e sem vácuo, e nove dias de análise (0, 2, 4, 6, 8, 10, 12, 14 e 16 dias). No segundo experimento foi utilizado o esquema fatorial duplo 3x7, para avaliar três concentrações de ácido ascórbico na conservação do suco prensado a frio (0%, 1% e 2%) e sete dias de análise (0, 1, 2, 3, 4, 5 e 6 dias). Foram avaliados para os experimentos: perda de massa (primeiro experimento), firmeza (primeiro experimento), sólidos solúveis (SS), acidez titulável (AT), índice de maturação (primeiro experimento), coloração (L*, °Hue e Croma), potencial hidrogeniônico (pH), clorofila total (primeiro experimento), polpa/semente (primeiro experimento), ácido ascórbico (vitamina C), compostos fenólicos totais, atividade antioxidante (primeiro experimento) e respiração (primeiro experimento). Os dados obtidos com as respectivas análises foram submetidos à análise de variância (P<0,05) e, quando significativos, foram feitos o teste de Tukey a 5% de probabilidade (dados qualitativos), análise de regressão (dados quantitativos) para ambos os experimentos. No primeiro experimento conclui-se que as interações NY/PE com vácuo e PP xvii com vácuo obtiveram os melhores resultados nos parâmetros perda de massa, sólidos solúveis, potencial hidrogeniônico, clorofila total, ácido ascórbico (Vitamina C) e compostos fenólicos contribuindo para a conservação e qualidade pós-colheita dos muricis, respectivamente, prolongando sua vida útil. E, para o segundo experimento, conclui-se que a concentração de 2% de ácido ascórbico foi a mais adequada para o suco prensado a frio, principalmente por manter por maior período as características importantes para a aceitabilidade desse produto.
Abstract: he murici fruit (Byrsonima crassifolia (L.) Rich) is considered a typical fruit of Cerrado fruit which presents high nutritional value, functional properties and unique flavor, being source of fiber, calcium, phosphorus, iron and vitamin C. Its consumed by the local populations both freshly harvested as processed forms such as juices, liqueurs, ice creams, jams, yogurts, breads and cakes. Despite the importance of the muricizeiro to these communities, too little is known about the post-harvest information and technological solutions for the use and conservation of the fruit. Therefore, this works objective is to evaluate the post-harvest characteristics of the murici freshly harvested submitted to different packaging and storage conditions and also evaluate cold-pressed murici juice, verifying the physical, physicochemical, chemical and bioactive variables. The murici`s fruits were harvested in January 2018 at the farm “Córrego do Meio”, located in the municipality of Diorama / GO. The project was divided on two experiments, both with a completely randomized design (DIC), in four replications. In the first experiment, murici in natura in differents packages, the 3x2x9 triple factorial scheme was used, to evaluate such as three packages types (polypropylene - PP, low density polyethylene - PEBD and nylon/polyethylene - NY/PE) submitted to two atmospheric modifications: with vacuum and without vacuum, and nine days (days 0, 2, 4, 6, 8, 10, 12, 14 and 16). In the second experiment, the 3x7 double factorial scheme was used, to evaluate as three ascorbic acid concentrations in conservation of cold pressed juice (0%, 1% and 2%) and seven days of analysis (days 0, 1, 2, 3, 4, 5 and 6). In the experiments, the following factors were evaluated: mass loss and post-harvest conservation (first experiment), firmness (first experiment), soluble solids (SS), titratable acidity (AT), maturation index (first experiment), coloration (L*, °Hue and Chroma), hydrogen ionic potential (pH), total chlorophyll (first experiment), pulp/seed (first experiment), ascorbic acid (vitamin C), total phenolic compounds, antioxidant activity and respiration (first experiment). The data obtained on the respective analyzes were submitted to variance analysis (P <0.05) and, when significant, the Tukey test was done at 5% probability (qualitative data), regression analysis (quantitative data) for both the experiments. xix On the first experiment, it was concluded that the vacuum NY/PE and vacuum PP interactions presented the best results in the parameters loss of mass, soluble solids, hydrogenation potential, total chlorophyll, ascorbic acid (Vitamin C) and phenolic compounds contributing to the preservation and post-harvest quality of the muricis, respectively, extending their useful life. Finaly, on the second experiment, it was concluded that the concentration of 2% of ascorbic acid was the most suitable for the cold-pressed juice, mainly for maintaining for longer period the important characteristics for the acceptability of this product.
Palavras-chave: Byrsonima crassifolia
Atmosfera modificada
Vácuo
Qualidade
Suco
Ácido ascórbico
Byrsonima crassifolia
Modified atmosphere
Vacuum
Quality
Juice
Ascorbic acid
Área(s) do CNPq: CIENCIAS AGRARIAS::ENGENHARIA AGRICOLA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Estadual de Goiás
Sigla da instituição: UEG
Departamento: UEG ::Coordenação de Mestrado em Engenharia Agrícola
Programa: Programa de Pós-Graduação Stricto sensu em Engenharia Agrícola
Citação: GOMES, N. R. Condições de armazenamento pós-colheita in natura e prensagem a frio dos frutos de murici. 2019. 122 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Câmpus Central - Sede: Anápolis - CET, Universidade Estadual de Goiás, Anápolis-GO.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/107
Data de defesa: 28-Feb-2019
Appears in Collections:Mestrado em Engenharia Agrícola

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO - Nayane Rosa Gomes.pdfDissertação_Engenharia Agrícola1,86 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.