???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/100
Tipo do documento: Dissertação
Título: A geometria plana e espacial no ensino médio: um contexto formal e não formal como espaço de aprendizagem
Autor: Andrade, Antonio Marcos de 
Primeiro orientador: Cunha, Hélida Ferreira da
Primeiro membro da banca: Cunha, Hélida Ferreira da
Segundo membro da banca: Moraes, Moema Gomes de
Terceiro membro da banca: Souza, Roberto Barcelos de
Resumo: Este estudo teve como objetivo desenvolver e analisar as características presentes nas estratégias didáticas de ensino e aprendizagem de Geometria em espaços formais e não formais. O estudo foi desenvolvido em um Centro de Ensino Período Integral de Ensino Médio (CEPI) de Ceres-GO, com 28 alunos de uma turma do terceiro ano e com os professores que ministram aulas de Matemática no CEPI, supramencionado. A investigação contém uma revisão bibliográfica sobre o assunto, e ainda é composta de três outras etapas práticas, sendo que a primeira trata de uma entrevista sobre as concepções de professores de Matemática, concernentes ao aprendizado da Geometria em espaço formal; a segunda, sobre a utilização de oficinas no espaço formal como metodologia facilitadora do ensino de Geometria plana e espacial e a terceira, e última etapa, sobre o uso da trilha ecológica como metodologia para o ensino aprendizagem de Geometria. Esses passos foram construídos em forma de capítulos. Durante as atividades práticas os alunos descobriram o seu potencial de interação por meio da percepção visual e do contato com a natureza revelando o interesse pelas atividades desenvolvidas. Este contato com suas potencialidades revela um crescimento da autoestima dos alunos criando relações mais respeitosas e, o mais importante, o desenvolvimento do espírito cooperativo e solidário, entre si e os colegas do grupo. A partir das metodologias empregadas na pesquisa surgiu uma educação que estimulou a colaboração e não a competição. Os principais resultados revelaram que, embora a temática relacionada ao ensino de Geometria seja remota, ainda há muito que se avançar; que as dificuldades encontradas pelos professores que ensinam Matemática/Geometria no Ensino Médio são muitas, apesar do avanço que se teve nas últimas décadas; que a formação dos professores que ensinam Matemática é insuficiente, considerando a não formação na área especifica; que muitos professores que ensinam Matemática, em quase a totalidade, expõem resistência ao ensino de Geometria de forma prática, lúdica e com a utilização de metodologias diversificadas; que a formação continuada (papel do Estado) é recurso indispensável, capaz de auxiliar os docentes no processo de solução de suas dificuldades com a temática em pauta; que a recepção, por parte dos alunos, quanto a utilização das oficinas e realização da trilha ecológica como metodologias inovadoras para o ensino de Geometria, foi bastante positiva. Os resultados sugerem ainda um conjunto de outros assuntos que podem e devem ser tratados em investigações futuras, abrangendo a formação inicial e continuada dos docentes que lecionam Matemática/Geometria, as metodologias a serem utilizadas, os recursos didáticos disponíveis dentro e fora escola e sala de aula.
Abstract: The objective of this study is to develop and analyze the present characteristics in the didactic strategies of teaching and learning Geometry in formal and non-formal spaces. The study was developed at a Ceres-GO High School Comprehensive Period Teaching Center (CEPI), with 28 students from a third-grade class and with the teachers the teachers who teach mathematics at CEPI, as above-mentioned. The research contains a bibliographic review about the subject and is composed of three other practical steps. The first step is an interview about the conceptions of mathematics teachers concerning the learning of Geometry in formal space; the second one is about the use of workshops in formal space as a methodology facilitating the teaching of flat and spatial geometry and the third, and last, is about the use of the ecological trail as a methodology for teaching learning Geometry. These steps were created in the form of chapters. During the practical activities the students discovered their potential interaction through visual perception and contact with nature revealing their interest in the activities developed. This contact with their potential reveals an increase in the students' self-esteem, creating more respectful relationships and, most importantly, the development of the cooperative spirit of solidarity with each other and the group's colleagues. Based on the methodologies used in the research came an education that stimulated collaboration and not a competition. The main results revealed that, although the theme related to Geometry teaching is remote, there is still a lot to be done, the difficulties encountered by teachers who teach Mathematics / Geometry in High School are many, despite the progress that has been made in the last decades. The training of teachers who teach mathematics is not sufficient, if you consider the non-training in the specific area; that many professors who teach mathematics expose resistance to the teaching of Geometry in a practical, playful way and with the use of diversified methodologies. The continuing education (role of the State) is an indispensable resource and capable of assisting teachers in the process of solving their difficulties with the subject matter. The reception by the students about the use of the workshops and realization of the ecological trail as innovative methodologies for the teaching of Geometry was very positive. The results also suggest a set of other issues that can and should be addressed in future research, including the initial and continuing training of teachers who teach Mathematics / Geometry, the methodologies to be used, the teaching resources available inside and outside school and classroom.
Palavras-chave: Matemática
Ensino de Geometria
Metodologia
Oficina
Trilha Ecológica
Mathematics
Geometry Teaching
Methodology
Workshop
Ecological trail
Área(s) do CNPq: CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::MATEMATICA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Estadual de Goiás
Sigla da instituição: UEG
Departamento: UEG ::Coordenação de Mestrado Profissional em Ensino de Ciências
Programa: Programa de Pós-Graduação Stricto sensu Mestrado Profissional em Ensino de Ciências (PPEC)
Citação: ANDRADE, Antonio Marcos de. A geometria plana e espacial no ensino médio: um contexto formal e não formal como espaço de aprendizagem. 2019.242f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de Ciências) - Câmpus Anápolis de Ciências Exatas e Tecnológicas Henrique Santillo Universidade Estadual de Goiás, Anápolis, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/100
Data de defesa: 26-Mar-2019
Appears in Collections:Mestrado Profissional em Ensino de Ciências

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO FINAL.pdf7,09 MBAdobe PDFDownload/Open Preview
PRODUTO EDUCACIONAL.pdf4,48 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.