???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/89
Tipo do documento: Dissertação
Título: Investigação do perfil da citocina th17a e outras citocinas pró-inflamatórias em pacientes com hanseníase
Autor: Araújo, Isabela Leite 
Primeiro orientador: Sampaio, Lucas Henrique Ferreira
Primeiro membro da banca: Sampaio, Lucas Henrique Ferreira
Segundo membro da banca: Nascimento, Thaís Leite
Terceiro membro da banca: Borges, Leonardo Luiz
Resumo: A hanseníase é uma doença infecciosa crônica caracterizada por manifestações dermato-neurológicas. Na hanseníase os pacientes são clinicamente classificados em dois grandes grupos como paucibacilares (PB) e multibacilares (MB). Os pacientes PB apresentam polarização da resposta imune para Th1, com forte resposta celular e destruição do bacilo. Pacientes MB polarizam a resposta imune para linfócitos Th2 com formação de anticorpos, não havendo destruição da bactéria, levando a uma forma descontrolada da doença. As reações hansênicas normalmente surgem após o início da poliquimioterapia (PQT) como resultado de uma resposta imune exacerbada dos indivíduos PB e MB. Essas reações comumente causam danos permanentes nos pacientes e elas classificam-se em Reação Tipo 1 (RT1) ou Reação Reversa (RR) e Reação Tipo 2 (RT2). Outra subpopulação de células TCD4+, Th17, e sua respectiva citocina de assinatura, a IL-17A, podem apresentar resposta relevante na patogenia da hanseníase. Porém, existem poucos estudos que tentam descrever a função da Th17 na hanseníase. Além disso, algumas dessas pesquisas apresentam resultados contraditórios, por isso é importante a realização de novos estudos que tentem elucidar melhor a função das células Th17 na doença de Hansen. O objetivo deste trabalho foi analisar o perfil de várias citocinas, especialmente aquelas relacionadas ao padrão imunológico da Th17, em pacientes com hanseníase e reação hansênica. Nossos resultados demonstram que a IL-17, IL-1, IL-12 e INF- citocinas pró-inflamatórias, apresentam-se elevadas em pacientes PB e principalmente em indivíduos com RT1 e RT2. Ao contrário dessas, as citocinas anti-inflamatórias IL-4 e IL-10 apresentaram-se elevadas em MB e diminuídas em PB, RT1 e RT2. A resposta imune exagerada com potencial lesivo observada nos pacientes com episódios hansênicos pode ser justificada pelo aumento de IL-17A. Esta interleucina é altamente inflamatória, o que leva a um aumento no recrutamento de neutrófilos com consequente dano tecidual.
Abstract: Leprosy is a chronic infectious disease characterized by dermato-neurological manifestations. Leprosy patients are clinically classified into two large groups as paucibacillary (PB) and multibacillary (MB). PB patients present a polarization of the Th1 immune response, with a strong cellular response and destruction of the bacillus. MB patients polarize the immune response to Th2 lymphocytes with antibody formation, and there is no destruction of the bacterium leading to an uncontrolled form of the disease. Leprosy reactions usually occur after initiation of multidrug therapy (MDT) as a result of an exacerbated immune response of PB and MB individuals. These reactions commonly cause permanent damage to patients. They are classified as Type 1 Reaction (RT1) or Reverse Reaction (RR) and Type 2 Reaction (RT2). Another subpopulation of CD4 + T cells, Th17 and its respective signature cytokine, IL-17A, may present a relevant response in the pathogenesis of leprosy. However, there are few studies attempting to describe the role of Th17 in leprosy. In addition, some of these studies have conflicting results, therefore it is important to carry out new studies that try to better elucidate the function of Th17 cells in Hansen's disease. The objective of this work was to analyze the profile of several cytokines, especially those related to the Th17 immunological pattern, in patients with leprosy and leprosy reaction. Our results demonstrate that inflmmatory cytokines, IL-17, IL-1, IL-12 and INF-γ, are elevated in PB patients and especially in individuals with RT1 and RT2. In contrast, IL-4 and IL-10 anti-inflammatory cytokines were elevated in MB and decreased in PB, RT1 and RT2.The exaggerated immune response with harmful potential observed in patients with leprosy episodes can be justified by the increase of IL-17A. This interleukin is highly inflammatory which leads to an increase in neutrophil recruitment with consequent tissue damage.
Palavras-chave: Mycobacterium leprae
IL-17
Reações hansênicas
Mycobacterium leprae
IL-17
Leprosy reactions
Área(s) do CNPq: CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Estadual de Goiás
Sigla da instituição: UEG
Departamento: UEG ::Coordenação de Mestrado em Ciências Aplicadas a Produtos para Saúde
Programa: Programa de Pós-Graduação Stricto sensu em Ciências Aplicadas a Produtos para Saúde (PPG-CAPS)
Citação: Araújo, Isabela Leite. Investigação do perfil da citocina th17a e outras citocinas pró-inflamatórias em pacientes com hanseníase. 2018.42f. Dissertação ( Mestrado em Ciências Aplicadas a Produtos para Saúde) - Câmpus Anápolis de Ciências Exatas e Tecnológicas Henrique Santillo, Universidade Estadual de Goiás, Anápolis, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://www.bdtd.ueg.br//handle/tede/89
Data de defesa: 28-Sep-2018
Appears in Collections:Mestrado Ciências Aplicadas a Produtos para Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação Isabela Leite Araújo .pdf964,14 kBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.