???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/172
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorRosa, Rodrigo de Rezende Borges-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/6789912084962230por
dc.contributor.advisor1Sandri, Delvio-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/0720020819590155por
dc.contributor.referee1Griebeler, Nori Paulo-
dc.contributor.referee2Costa, Orlene Silva da-
dc.date.accessioned2020-03-20T19:43:55Z-
dc.date.issued2011-08-01-
dc.identifier.citationROSA, Rodrigo de Rezende Borges. Alteração química no solo irrigado por gotejamento e microaspersão com água residuária no cultivo da bananeira. 2011. 91 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Câmpus Central - Sede: Anápolis – CET, Universidade Estadual de Goiás, Anápolis.por
dc.identifier.urihttp://www.bdtd.ueg.br/handle/tede/172-
dc.description.resumoO reúso da água pra fins não-potáveis tem sido impulsionado em todo o mundo em razão da crescente dificuldade de atendimento a uma demanda cada vez maior de água para o abastecimento público. Na agricultura, o uso de água residuária vem se apresentando como uma alternativa para redução de impactos ambientais, gerando benefícios econômicos e aumento da produtividade das culturas. Assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito sobre o sistema de irrigação e propriedades químicas do solo pela aplicação de efluente tratado de esgoto doméstico, de água de poço semi-artesiano e fertirrigação convencional, aplicadas por gotejamento superficial e microaspersão na irrigação da cultura de Banana (musa spp. (AAA)) cv. Grande Naine. O experimento foi conduzido entre os meses de outubro de 2009 a novembro de 2010, na Universidade Estadual de Goiás – UEG, situada no município de Anápolis-GO. O delineamento experimental utilizado foi em blocos casualizados, em esquema fatorial de 3 x 2, com 4 repetições, sendo os tratamentos constituídos pela combinação entre a três qualidade da água (Ap: água de poço semi-artesiano, Ar: água Residuária, Af: fertirrigação) e dois tipos de irrigação (Ig: irrigação por gotejamento superficial, Im: irrigação por microaspersão). Foram avaliados a qualidade física e química da água Residuária e da água do poço, a uniformidade de distribuição de água pelos sistemas de irrigação e as características químicas no perfil do solo nas camadas de 0,00-0,20m e 0,20-0,40m no início e no final do experimento. Os resultados obtidos mostram que a qualidade da água Residuária apresentou restrições para uso na irrigação referentes à dureza, ferro e manganês, com valores médios de 435 mg.L-1, 1,79 mg.L-1 e 1,34 mg.L-1, respectivamente, considerados de médio e alto risco para o entupimento de gotejadores. Porém, após o período de 140,85h de funcionamento do sistema de irrigação por gotejamento e 82,20h de funcionamento do sistema de microaspersão, não observou-se obstrução dos emissores e microaspersores, apresentado resultados de excelente à boa uniformidade de distribuição pelo sistema. Houve redução no CUD em relação ao início do cultivo de 13,67% e 1,93% no gotejamento e na microaspersão, respectivamente. A avaliação da CE e RAS da água Residuária demonstrou risco moderado e severo, respectivamente, de salinização do solo, podendo causar em médio prazo redução na taxa de infiltração do solo. Com relação aos parâmetros analisados no solo, o pH foi um fator limitante no desenvolvimento da cultura, permanecendo abaixo do indicado para o cultivo da bananeira, chegando a apresentar um pH 3,93 no tratamento AfIm, sendo muito ácido para a cultura. Os teores de cálcio, enxofre, fósforo, magnésio e zinco apresentaram incrementos em relação aos valores iniciais tanto no perfil de 0,00-0,20m quanto no 0,20-0,40m. Destacando-se o fósforo que teve um aumento de 2775% no tratamento ApIm na camada de 0,20-0 40m. Mesmo com esse nutrientes apresentando acréscimos, ainda se encontram abaixo dos índices indicados para o cultivo da bananeira. Já os valores de cobre, manganês e sódio, em geral, apresentaram redução dos teores no solo em relação aos iniciais, provavelmente devido a absorção pelas plantas. Os resultados mostram que a utilização do efluente tratado de esgoto doméstico pode ser uma alternativa viável para a irrigação da bananeira utilizando tanto o gotejamento superficial quanto por microaspersão.por
dc.description.abstractThe reuse water for non-potable purposes has been driven around the world due to increasing difficulty in meeting a growing demand of water for public supply. Moreover, the use of wastewater in agriculture has been presenting itself as an alternative to reduce their environmental impact by generating economic benefits and increased crop yields. The objective of this study was to evaluate the effect on the irrigation system and soil chemical properties by application of treated effluent of domestic sewage, water and semi-artesian well conventional fertigation, applied by drip irrigation and micro irrigation culture Banana (Musa spp. (AAA)) cv. Grande Naine. The experiment was conducted during October 2009 to November 2010, the State University of Goiás - UEG, located in the city of Anapolis-GO. The experimental design was randomized blocks in factorial 3 x 2 with four replications, with treatments consisting of the combination of the three water quality (Ap: water semi-artesian well, air, wastewater, Af: fertigation) and two types of irrigation (Ig: surface drip irrigation, Im: micro sprinkler irrigation). We evaluated the physical and chemical wastewater and well water, the uniformity of water distribution systems for irrigation and chemical characteristics in the soil profile in layers of from 0.00 to 0.20 m and 0.20-0 , 40m at the beginning and end of the experiment. The results show that the quality of wastewater presented for use in irrigation restrictions related to hardness, iron and manganese, with average values of 435 mg L-1, 1.79 and 1.34 mg.L-1 mg.L -1, respectively, considered medium to high risk for clogging of drippers. However, after a period of 140.85 hours of operation of drip irrigation and 82.20 h of operation of the sprayer, there was no obstruction of the transmitters and emitters, presented the results of good excellent uniformity of the distribution system. A reduction in CUD compared to the beginning of the cultivation of 13.67% and 1.93% in drip and micro sprinkler, respectively. The EC assessment of wastewater and RAS showed moderate risk and severe, respectively, soil salinization, may cause medium-term reduction in soil infiltration rate. With respect to the parameters analyzed in the soil pH was a limiting factor in the development of culture, remaining below the recommended for the cultivation of banana, coming to have a pH 3.93 In order to treat and is very acid to the culture. Calcium, phosphorus, magnesium and zinc showed increases compared to baseline both in profile and in the 0.00 to 0.20 m from 0.20 to 0.40 m. Highlighting the match that had an increase of 2775% in the treatment APIM layer 40m from 0.20 to 0. Even with that showing nutrient additions, are still below the rates indicated for the cultivation of banana. The values of copper, manganese and sodium, in general, showed reduced levels in the soil as compared to initial, probably due to absorption by plants. The results show that the use of treated effluent of domestic sewage can be a viable alternative to the irrigation of banana using both the micro and drip irrigation.eng
dc.description.provenanceSubmitted by Sandra Barbosa (sandrabarbosa632@gmail.com) on 2020-03-20T13:40:31Z No. of bitstreams: 2 license.txt: 2134 bytes, checksum: 4709595c927233fc684151cf6f2010cf (MD5) DISSERTAA‡AƒO_RODRIGO.pdf: 1868331 bytes, checksum: a31cd1b77dcf62ce05e95ec86a0ccbc4 (MD5)eng
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2020-03-20T19:43:55Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license.txt: 2134 bytes, checksum: 4709595c927233fc684151cf6f2010cf (MD5) DISSERTAA‡AƒO_RODRIGO.pdf: 1868331 bytes, checksum: a31cd1b77dcf62ce05e95ec86a0ccbc4 (MD5) Previous issue date: 2011-08-01eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPESpor
dc.description.sponsorshipFundação de Apoio à pesquisa do Estado de Goiás - FAPEGpor
dc.formatapplication/pdf*
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Estadual de Goiáspor
dc.publisher.departmentUEG ::Coordenação de Mestrado em Engenharia Agrícolapor
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.publisher.initialsUEGpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação Stricto sensu em Engenharia Agrícolapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectReúsopor
dc.subjectFertirrigaçãopor
dc.subjectEfluentepor
dc.subjectReusepor
dc.subjectDrip irrigationpor
dc.subjectEffluent.por
dc.subject.cnpqENGENHARIA SANITARIA::TRATAMENTO DE AGUAS DE ABASTECIMENTO E RESIDUARIASpor
dc.subject.cnpqCIENCIAS AGRARIAS::ENGENHARIA AGRICOLApor
dc.titleAlteração química no solo irrigado por gotejamento e microaspersão com água residuária no cultivo da bananeirapor
dc.typeDissertaçãopor
Appears in Collections:Mestrado em Engenharia Agrícola

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAA‡AƒO_RODRIGO.pdf1,82 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.